A alta comissária da ONU para os direitos humanos, Michelle Bachelet, afirmou nesta segunda-feira que o número de pessoas que estão fugindo de Nicarágua está aumentando de forma “exponencial” como consequência da crise neste país.

Ao inaugurar a última sessão ordinária do ano do Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra, Bachelet pediu a este órgão que reforce sua vigilância sobre o país centro-americano.

“Enquanto isso, nós vamos continuar documentando as violações dos direitos humanos na Nicarágua”, afirmou a ex-presidente chilena.