Cambuci vira símbolo da preservação da Mata Atlântica

Acido, de polpa carnuda e com formato que lembra o de um disco voador, o cambuci caiu nas graças de pequenos agricultores da Serra do Mar, em São Paulo, e se tornou um símbolo da preservação da Mata Atlântica.

Desde que 18 municípios se uniram para criar a Rota do Cambuci e realizar festivais gastronômicos em torno da fruta, há cerca de 10 anos, ao menos 100 produtores passaram a se envolver com ela de maneira comercial, plantando e colhendo sistematicamente.

De lá para cá, a produção saltou de 4 para 65 toneladas por ano.

“Hoje o nosso maior desafio é conseguir canalizar que essa produção, esse interesse das pessoas na produção do cambuci se abra também para a produção das outras espécies consorciadas”, diz Gabriel Menezes, presidente do Instituto Auá. “E mostrar para as pessoas que, daqui 10 anos, não vai ganhar mais quem plantou só cambuci, mas quem plantou Mata Atlântica.”

Fonte: G1 – globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *