Carlos Ghosn com febre alta, não pode ser interrogado

O ex-presidente da Nissan, Carlos Ghosn (64), preso pela equipe de investigação especial da promotoria japonesa, está em estado que não pode ser interrogado.Publicidade .

De acordo informação de quinta-feira (10), de seu advogado Tomonari Otsuru, seu cliente está com febre alta desde a noite anterior.

O médico que o atendeu julgou que é necessário repouso, dizendo que é impossível ser interrogado ou receber o advogado ou outra visita, na quinta-feira.

Segundo seu filho, em entrevista a um jornal francês, o pai emagreceu 10Kg. De acordo com informações da imprensa japonesa, ele estava com aparência de quem perdeu peso, quando apareceu no tribunal 2 dias atrás.

Outra suspeita

Na quinta-feira a imprensa japonesa noticiou que ele teria recebido 1,6 bilhão do representante do Omã. Esse valor tinha sido pago por uma subsidiária da Nissan, em troca dos 3 bilhões emprestados pelo empresário saudita Khaled Juffalli, para a garantia exigida pelo banco pelo prejuízo financeiro pessoal.

Ele se encontra preso desde 19 de novembro. Com 3 ordens de prisão, o prazo dessa última é na sexta-feira (11), portanto, 54 dias. Como o Tribunal de Tóquio não acatou o pedido de cancelamento da detenção, ainda não se sabe como ficará a situação de Ghosn.

FONTE : PORTAL MIE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *