China e Indonésia suspendem Boeing 737 MAX 8 após acidente na Etiópia

China, Indonésia e Etiópia suspenderam os voos do avião 737 MAX 8, da Boeing, nesta segunda-feira, ao passo que investigadores encontraram a caixa-preta de um acidente que matou 157 pessoas no domingo, no segundo desastre envolvendo o mesmo modelo de aeronave em seis meses.

O jato da Ethiopian Airlines com destino a Nairóbi caiu minutos depois da decolagem em Adis Abeba no domingo, matando todos a bordo. As vítimas vieram de 33 nações e incluíram 22 funcionários da Organização das Nações Unidas (ONU).

A descoberta da caixa-preta com o gravador de voz da cabine e os dados digitais de voo, informada pela TV estatal da Etiópia, devem revelar detalhes sobre a causa da queda.

Na cena do acidente, homens com jaquetas da Cruz Vermelha vasculhavam o terreno, colocando itens em sacos pretos, enquanto investigadores procuravam os gravadores de voz da caixa-preta.

“Embora ainda não saibamos a causa do acidente, tivemos que decidir suspender a frota em particular como medida extra de segurança”, disse a Ethiopian Airlines. A companhia tem outros quatro jatos 737 MAX 8, de acordo com o site de rastreamento de voos Flight Radar 24.

FONTE : REUTERS BRASIL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *