Cobrada por organizada, diretoria corintiana agenda entrevista coletiva

O presidente Andrés Sanchez, o diretor de marketing Luis Paulo Rosenberg e o diretor financeiro Matias Antonio Romano de Ávila darão esclarecimentos à torcida do Corinthians em entrevista coletiva agendada para as 17 horas desta quinta-feira, no CT Joaquim Grava. A decisão de se manifestar ocorreu logo após as cobranças externadas pela principal torcida organizada do clube em um comunicado divulgado nesta quarta-feira, dia do jogo contra o Cruzeiro.

No texto veiculado pela Gaviões da Fiel em uma rede social, os torcedores prometiam ir ao Parque São Jorge para protestar na sexta-feira caso Andrés não fizesse um pronunciamento. O presidente está pressionado por, em meio a problemas financeiros, ter perdido quatro titulares da sua equipe recentemente, o zagueiro Balbuena, o lateral esquerdo Sidcley (que estava emprestado pelo Atlético-PR), o volante Maycon e o meia Rodriguinho.

Ainda mais endividado após a construção do seu estádio em Itaquera, o Corinthians tem na venda de atletas uma alternativa de obter receita, uma vez que segue sem um patrocinador máster e sem conseguir comercializar os direitos de nome da sua arena. Para piorar, as baixas no elenco têm trazido menos retorno financeiro do que o esperado pelos torcedores, incomodados também com os repasses de dinheiro a intermediários.

Veja o comunicado da Gaviões da Fiel:

“Na tarde da última terça-feira (24), a diretoria dos Gaviões da Fiel se reuniu com a diretoria do Sport Club Corinthians Paulista para colocar em pauta as reivindicações e questionamentos amplamente abordados por toda a Fiel torcida.

Exigimos não apenas esclarecimentos por parte da diretoria, como também uma apresentação do planejamento com ações e prazos para solucionar todos os problemas hoje encontrados no clube.

Em reunião, deixamos claro que esperamos uma resposta pública para todos os torcedores até a próxima quinta-feira (26). Caso esta não se confirme, os Gaviões da Fiel Torcida estarão no Parque São Jorge já na sexta-feira (27), dando início a protestos que só acabarão com o pronunciamento e esclarecimento por parte do presidente Andrés Sanchez.

Aos nossos associados e torcedores em geral, deixamos claro que jamais estivemos de braços cruzados ou alheios às questões que cercam nosso Corinthians, não sendo esta a primeira vez em que cobramos os devidos esclarecimentos.

Reiteramos ainda a importância de que estes esclarecimentos sejam sempre públicos, atendendo às dúvidas dos mais de 30 milhões de torcedores.

Fazendo valer nossa razão de existir, reafirmamos nosso compromisso em sempre sermos órgão fiscalizador, nascidos para reivindicar o direito da Fiel que paga ingresso sem parar.

Abaixo, estão todas as pautas que exigimos esclarecimentos:

ESTÁDIO

– Pagamento da dívida: O clube tem pagado em dia as parcelas? Qual é a fonte utilizada para o pagamento? Qual é o planejamento realizado para quitar o estádio nos próximos anos?

– Obras inacabadas: Quando o clube pretende retomar as obras que estão pendentes?

– Naming rights: O clube está buscando algum parceiro? Existe um prazo para fechar um acordo?

ADMINISTRAÇÃO

– Como está a situação financeira do clube?

– Dívida com a Omni: Toda receita gerada pelo Fiel Torcedor é repassada à Omni? Do que se trata a dívida com a empresa? Como o clube pretende pagar? O clube vai renovar o contrato? Quais são as condições do contrato?

– Patrocínio máster: O clube está em negociação com alguma empresa? Tem previsão ou colocou uma meta para ter um novo patrocinador?

FUTEBOL

– Com a saída de sete jogadores, o Corinthians pretende repor o elenco? Qual é a previsão de chegada dos novos reforços? Quais são as prioridades de contratação?

– O que o Corinthians pretende fazer para que desmanches como o que ocorreu neste ano sejam evitados nas próximas temporadas?

– A receita com a venda dos jogadores ultrapassa os R$ 95 milhões em 2018. O que vai ser feito com essa receita?

– Por que o clube foi o que mais pagou comissão a empresários na venda de jogadores?

– Quais são as ações de melhoria para a categoria de base? Quando será entregue o novo CT?

– Por qual razão os empresários ficam com a maior fatia dos direitos econômicos dos garotos do “Terrão”?”.

FONTE : GAZETA ESPORTIVA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *