Contratação de Felipão pelo Palmeiras divide opiniões nas redes sociais

Na noite da última quinta-feira, Luiz Felipe Scolari foi anunciado como novo treinador do Palmeiras e sucessor de Roger Machado no comando técnico da equipe. Apostando em um velho conhecido da torcida alviverde, alguém identificado com o clube e vencedor, a escolha da diretoria, entretanto, dividiu opiniões, desde as mais otimistas até mesmo aos que acreditam em um “retrocesso” com a contratação.

De acordo com um estudo realizado pelo Twitter, Felipão foi o assunto mais comentado na rede social durante horas, com uma repercussão expressiva mesmo após o “período de euforia”. A mostra de que as opiniões foram das mais distintas está a partir do levantamento das palavras mais comentadas para tratar do assunto: “Vem Felipão”, “Abel Braga”, “Felipão já”, “Felipe Melo”, “Não sei”, “Melhor opção”, “Mata-mata”, “Série B”, “7 a 1”.

Com contrato até 2020, Felipão chega para sua terceira passagem no comando do Palmeiras ocupando o segundo lugar na lista dos profissionais que mais comandaram o clube alviverde em sua rica história iniciada em 1914. Com 408 partidas acumuladas à beira do campo, o gaúcho de 69 anos fica atrás apenas de Oswaldo Brandão, com 585 jogos.

Aos que esperam ansiosamente a estreia de Scolari, ela não irá acontecer já neste domingo, às 11h (de Brasília), contra o Cruzeiro, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em Portugal, o treinador irá desembarcar no Brasil apenas no início da próxima semana para assumir o elenco que iniciou a temporada nas mão de Roger Machado. O recém-demitido treinador, aliás, foi lembrado e bastante criticado nas redes sociais.

Comandante na conquista de alguns dos mais importantes títulos da história do Palmeiras, como as Copas do Brasil de 1998 e 2012, a Copa Mercosul 1998 e a sonhada Copa Libertadores de 1999, além do Torneio Rio-São Paulo 2000, Felipão carregou consigo a idolatria dos torcedores em sua primeira passagem. Na segunda, porém, grande parte dos elogios se tornaram críticas diante da briga do time contra o rebaixamento em 2012, que acabou sendo inevitável.

Desde então, o gaúcho alternou bons e maus trabalhos, mas deixou de figurar entre as principais opções no mercado de treinadores do futebol brasileiro, principalmente depois de 2014, quando comandou e viu do banco de reservas uma das derrotas mais vexatórias da história da Seleção Brasileira em Copas do Mundo. À frente da delegação no Mundial realizado no Brasil, Felipão acabou como um dos responsáveis direto pelo revés por 7 a 1 para a Alemanha, fato que não deixou de ser lembrado para repercutir sua contratação pelo Palmeiras.

Independente dos comentários e das opiniões, Luiz Felipe Scolari assume o comando do Palmeiras na próxima semana com o objetivo e a missão de buscar os títulos que restam para o clube disputar na temporada, inclusive do Campeonato Brasileiro. Na Copa do Brasil, o Verdão está nas quartas de final, enquanto na Copa Libertadores, grande ambição da diretoria e da torcida, os jogadores de seu elenco conseguiram a melhor campanha da primeira fase visando as oitavas de final.

FONTE : A GAZETA ESPORTIVA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *