DST: Unidades de Saúde realizam encontros com profissionais do setor nas escolas

Alunos do ensino médio das Escolas Estaduais “Cultura e Liberdade” e “17 de Setembro” assistiram na última semana a palestras sobre doenças sexualmente transmissíveis, dentre elas, HIV, Sífilis, Gonorreia e HPV. A abordagem do tema coube aos profissionais das Unidades de Saúde “Luiz Padilha de Oliveira” no Centro, e “Elysio Prado Moreira” do bairro Flândria, ambas vinculadas ao Departamento de Higiene e Saúde de Pompeia.
As ações propostas, juntamente com o médico, Dr. Jan Pagenotto Sukorki, e as Enfermeiras Ivacy Queiróz e Janiele Santos, visam os cuidados em saúde de todos os estudantes da rede pública de ensino, com ações de promoção, prevenção de doenças e atenção à saúde. “Falamos sobre a necessidade do uso de preservativos, tanto masculino quanto feminino, acreditando que é este nosso papel. Não há nada melhor que promover, principalmente nas escolas, este trabalho de educação em saúde, a fim de orientar esses jovens em como ter uma vida sexual saudável e segura”, frisaram.
De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), milhões de jovens tornam-se sexualmente ativos no Brasil, entre 10 e 19 anos, e como consequência disto, o aumento das doenças sexualmente transmissíveis, quando praticadas sem a devida proteção. “Falar do tema com nossos jovens é fundamental, quanto atividade educativa e reflexiva na prevenção dessas doenças, haja visto os altos índices cada vez mais evidenciados”, completou Gislaine Souza, coordenadora das USFs do município.
As doenças sexualmente transmissíveis (DST) são doenças causadas por vírus, bactérias ou outros micróbios que são transmissíveis, principalmente, através das relações sexuais sem o uso de preservativo com uma pessoa que esteja infectada, e geralmente se manifestam por meio de feridas, corrimentos, bolhas ou verrugas. Caso pratique o sexo sem o uso do preservativo, procure pelo serviço de saúde para a realização do teste rápido. Quando não diagnosticadas e tratadas a tempo, complicações graves como infertilidades, câncer e até a morte podem acontecer.
FONTE : PORTAL NC
  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *