FARMÁCIA MUNICIPAL ZONA NORTE COMPLETA UM ANO COM SERVIÇOS APROVADOS

São atendidas entre 750 e 800 pessoas todos os dias; população encontra 289 itens

Com média entre 750 e 800 atendimentos por dia, ofertando à população pelo SUS (Sistema Único de Saúde) 289 tipos de medicamentos, a Farmácia Municipal Zona Norte completou nesta terça-feira (24) um ano de funcionamento. A unidade foi a primeira instalada seguindo o Plano de Reestruturação da Assistência Farmacêutica.

A farmácia está instalada em prédio do antigo PA Norte, na rua Berta de Camargo Vieira, esquina com a avenida Guiomar Novaes. O amplo espaço reformado no ano passado é compartilhado com a UBS (Unidade Básica de Saúde) Santa Antonieta.

A equipe, com servidores comprometidos, é coordenada pela farmacêutica Luciana Isa Rodrigueiro Correa. Ela conta que os pacientes cada vez mais valorizam a assistência farmacêutica. “Temos o espaço privativo para o atendimento. É como uma consulta para orientação, não apenas a simples dispensação do medicamento”, explicou.

POPULAÇÃO APROVA

Moradora no Jardim Renata, a dona de casa Fátima Gonçalves de Freitas Franciosi, 63 anos, conta com a assistência farmacêutica integral. Ela esteve na farmácia nesta quarta-feira (25) pela manhã e saiu com os seis medicamentos que necessita.

“Para nós, a abertura dessa farmácia foi ótima. Sempre encontrei os medicamentos indicados pelo médico. A gente não sai daqui com dúvida, porque tem farmacêuticos e servidores atenciosos”, relatou a idosa.

Também moradora no Jardim Renata, a aposentada Luzia José de Moura Silva, 70 anos, vê avanços desde o ano passado na saúde. “Ficou ótimo para a população. No posto não tinha todos os remédios e a gente acabava sendo obrigada a comprar. Aqui pego todos que preciso”, disse.

SUPERAÇÃO DO ABANDONO

A situação é bem diferente com período em que o prédio ficou abandonado. Durante oito anos, UBS Santa Antonieta ficou instalada em uma casa improvisada, enquanto o prédio acabou sendo adaptado (sem a devida estrutura) para o antigo PA Norte.

A urgência funcionou por anos no local acanhado, até que em 2016, com a instalação da UPA da Zona Norte, o prédio acabou abandonado. A restauração aconteceu em 2017, quando passou a ser endereço da UBS e da Farmácia Municipal.

Somados os dois serviços, o prédio recebe milhares de pessoas todos os dias e garante atendimento básico à saúde e atendimento farmacêutico qualificado.

Para a secretária municipal da Saúde, Kátia Santana, esse novo padrão, que também está presente na Farmácia Municipal Zona Sul, é o mínimo desejável. É preciso melhorar.

“A população merece respeito. Estamos apenas no começo da reestruturação da assistência farmacêutica. Nossa equipe está trabalhando firme para a entrega, nos próximos meses, de importantes novidades como o Programa ‘Remédio em Casa’  e também a inauguração da Farmácia Central”, disse Kátia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *