Funcionário de universidade japonesa é suspeito de envolvimento em escândalo de suborno

A NHK apurou que um funcionário de alto escalão de uma universidade de medicina pode estar envolvido em um escândalo de suborno, atualmente sob investigação e que resultou na prisão de um importante burocrata do Ministério da Educação.

Na quarta-feira, promotores de Tóquio prenderam Futoshi Sano, de 58 anos, sub a suspeita de que seu filho ingressou ilegalmente na Universidade de Medicina de Tóquio em troca de favorecimento, em maio do ano passado. Sano era chefe do Departamento de Políticas de Ciência e Tecnologia da pasta, mas foi demitido do cargo após a prisão.

Fontes próximas ao caso disseram à NHK que o chefe do conselho de administração da Universidade de Medicina de Tóquio, Masahiko Usui, pediu a Futoshi Sano que ajudasse sua instituição a se tornar beneficiária de um programa de subsídios para universidades particulares. A Universidade de Medicina de Tóquio foi uma das 60 instituições escolhidas para receber o subsídio no ano fiscal passado.

Promotores investigam para desvendar um possível caso de colusão envolvendo um burocrata de alto escalão encarregado de gestão educacional e um alto executivo de uma proeminente universidade.

FONTE : NHK PORTUGUÊS 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *