Japão enfrenta grave problema com drogas

O número de tentativas de contrabando de drogas vem aumentando, principalmente vindos de outros países da Ásia.

Um casal de sul-coreanos, 65 e 64 anos, foi preso no Aeroporto de Aomori, na sexta-feira (12). Uma das malas continha cerca de 3Kg de estimulantes avaliados em 180 milhões de ienes. O casal disse que a mala foi entregue por um amigo da África do Sul.

Em 30 de abril do ano passado um homem de Taiwan, 62, foi encontrado morto pelo funcionário do hotel, no quarto. O exame indicou que a causa foi por overdose de estimulante. No seu corpo foram encontrados mais de 50 pacotinhos e um deles estourou provocando a morte. Era mula do tráfico.

No dia 12 a polícia de Osaka informou que uma tailandesa de 27 anos foi encaminhada para a promotoria. No final do mês passado foi pega no Aeroporto Internacional de Kansai com 1Kg de estimulante, avaliado em 66 milhões de ienes.

Maconha

Em 2018 a polícia mandou quase 4 mil pessoas para a promotoria por posse, cultivo ou venda de maconha, ou 570 a mais, sendo que os envolvidos com estimulantes caiu e da cocaína tem se mantido estável.

O total de presos foi de 13.862, maioria relacionada aos estimulantes.

O cultivo da maconha no país tem sido um problema para a polícia. Desde o ano passado tem aumentado as notícias de prisões por esse motivo.

Na semana anterior a polícia de Kanagawa prendeu 2 japoneses, 33 e 34, por cultivo de maconha, com finalidade comercial. Mas também foram encontrados estimulante e cocaína no local.

A polícia de Saitama encontrou grande cultivo de maconha na casa de um integrante da yakuza, também na semana anterior.

De 2014 a 2018 o número de presos relacionados à maconha subiu de 1.761 para 3.578, sendo 42% na faixa dos 20 anos. E o número de pessoas relacionadas à máfia japonesa representa 21%.

FONTE : PORTAL MIE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *