Legado dos 110 Anos, projeto de sustentabilidade do Kokushikan começa a sair do papel

Principal legado das comemorações dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil, a construção do Pavilhão Multiuso, que faz parte do projeto de sustentabilidade do Centro Esportivo Kokushikan Daigaku, no município de São Roque (SP), deve começar a sair do papel nas próximas semanas. Segundo Harumi Goya, presidente do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social) – entidade responsável pela administração do espaço – no final do ano passado a Prefeitura de São Roque autorizou o início das obras. A informação foi dada por Harumi durante o Shinnenkai (Celebração de Ano Novo) realizado no último dia 4 pelas cinco principais entidades nikkeis (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social, Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo, Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil, Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil e Aliança Cultural Brasil-Japão) em parceria com o Consulado Geral do Japão em São Paulo.

Cerimônia contou com a presença das entidades co-promotoras - Jiro Mochizuki
Cerimônia contou com a presença das entidades co-promotoras – Jiro Mochizuki

Conforme apurou o Jornal Nippak, a terraplanagem já está pronta. Assinado pelo arquiteto Eiji Hayakawa, o Plano Diretor prevê a construção de instalações para pequenos, médios ou grandes eventos, bem como a construção de Vila Gastronômica, praças e trilhas para valorizar a extensa mata nativa local.
Orçado em cerca de R$ 3 milhões, o Pavilhão Multiuso será dotado de banheiros, cozinha, vestiários e um local para abrigar eventos, como exposições e festas. A previsão é que as obras estejam concluídas em sete meses. A ideia é ter pelo menos parte das instalações em condições de uso até a realização do 23º Sakura Matsuri – Festival das Cerejeiras Bunkyo, que acontece em julho.

Harumi Goya destacou a participação dos jovens na celebração - Jiro Mochizuki
Harumi Goya destacou a participação dos jovens na celebração – Jiro Mochizuki

Em entrevista concedida pela presidente do Bunkyo ao Jornal Nippakno final de 2018, Harumi Goya disse que o projeto deve beneficiar as próximas gerações. “Acho que, independente de ser um local administrado pelo Bunkyo, com essas obras o papel do Kokushikan extrapola essa condição e transforma o local numa importante referência tanto para a comunidade nikkei como para a sociedade brasileira”, destacou Harumi Goya.

Cônsul espera que comemorações intensifiquem relações bilaterais - Jiro Mochizuki
Cônsul espera que comemorações intensifiquem relações bilaterais – Jiro Mochizuki

Shinnenkai – Durante o Shinnenkai – que contou com a presença do cônsul geral do Japão em São Paulo, Yasushi Noguchi, de dirigentes das entidades co-promotoras e de representantes de diversas entidades e associações nikkeis – a presidente do Bunkyo destacou também a adesão dos jovens nas comemorações, que teve como ponto alto a visita da princesa Mako.
“Nosso objetivo foi de agradecer e intesificar o intercâmbio entre o Brasil e o Japão, além de estreitar os laços entre os dois países”, disse Harumi que, conforme revelou em entrevista ao Jornal Nippak, não deve se candidatar para um novo mandato como presidente do Bunkyo.

União – Os acontecimentos no Brasil e no Japão, as celebrações dos 110 Anos e a participação dos jovens também foram abordados pelo cônsul geral em seu discurso. “Acredito que 2018 foi um ano de muito sucesso”, disse Noguchi. Segundo ele, as comemorações dos 110 Anos “serviram para a comunidade nipo-brasileira mostrar sua força, energia, dedicação, unidade e solidariedade”. Ao longo do ano, recordou Noguchi, o Brasil recebeu visitas de muitas autoridades japonesas, como o ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão, Taro Kono, que esteve em São Paulo no mês de maio.
O cônsul agradeceu, mais uma vez, a recepção dada pela comunidade à princesa Mako. “Sua Alteza Imperial, a princesa Mako, mostrou simpatia e amabilidade com o povo brasileiro, sobretudo à comunidade nikkei, fazendo questão de estender a mão para cumprimentar a todos”, disse o cônsul, lembrando que, durante sua passagem pelo país, Sua Alteza Imperial percorreu 14 cidades em cinco estados brasileiros. No Estado de São Paulo, em particular, a princesa Mako esteve em Araçatuba, Promissão, Cafelândia e Marília e através destas visitas, acredita Yasushi Noguchi, as relações entre o Japão e o Brasil ficaram “ainda mais sólidas”.

Coral Feminino Bunkyo abrilhantou o evento - Jiro Mochizuki
Coral Feminino Bunkyo abrilhantou o evento – Jiro Mochizuki

Copa América e Rugby – Ele também elogiou a participação dos jovens nas comemorações dos 110 Anos. “Espero que esta nova geração suceda com muito sucesso a energia e a força da comunidade japonesa aqui no Brasil”, afirmou Noguchi, destacando ainda que 2019 será cenário de grandes mudanças tanto no Japão como no Brasil.
“Aqui no Brasil, no dia 1º de janeiro, o presidente eleito Jair Bolsonaro assumiu o cargo e esperamos que com este novo governo a economia brasileira vá melhorar. E no Japão, no dia 30 de abril, Sua Majestade, o Imperador Akihito, vai abdicar ao trono e o prínncipe herdeiro, Naruhito, assumirá o cargo como novo imperador do Japão. Apesar destas mudanças, espero que as relações bilaterais entre o Brasil e o Japão, vá estreitar ainda mais”, observou o cônsul, que citou ainda dois acontecimentos na área esportiva.
“Também este ano, o Brasil vai sediar a Copa América de futebol, que contará com a presença da seleção japonesa como país convidado. Esperamos que muitos torcedores japoneses visitem o Brasil. No Japão, entre 20 de setembro e 2 de novembro, será realizada a Copa do Mundo de Rugby, com jogos em 12 cidades”, comentou Noguchi lembrando ainda que no dia 22 de outubro vai ocorrer a cerimônia de coroação do novo imperador, e a cidade de Osaka, no oeste do Japão, sediará a cúpula do G20, o grupo dos 19 países industrializados e emergentes mais importantes e a União Europeia (UE).
“O Brasil é membro da cúpula do G20 e esperamos que o novo presidente faça sua primeira visita oficial ao Japão. São muitos acontecimentos este ano e esperamos que o Japão e o Brasil estreitem ainda mais suas relações”, disse o cônsul, que finalizou desejando “propesridade e felicidade” aos presentes.

FONTE : JORNAL NIPPAK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *