Marília vai ganhar mais uma cidade-irmã no Japão: Izumisano

Cidade japonesa fica na província de Osaka e tem uma população superior a 100 mil habitantes

 

Marília está próxima de ganhar mais uma cidade-irmã no Japão. Após Higashihiroshima, cujo convênio foi firmado em 1980, agora o intercâmbio será concretizado com a cidade de Izumisano, localizada na província de Osaka.

Izumisano tem uma população superior a 100 mil habitantes (segundo levantamento de 2015 eram exatos 100.966 moradores), com área de 54,30 quilômetros quadrados e densidade populacional de 1,8 mil habitantes por quilômetro quadrado, tendo recebido o estatuto de cidade em 1º de abril de 1948.

No mês de abril de 2018 o vice-prefeito de Izumisano, Yoshihiko Matsushita, esteve em Marília durante a edição do Japan Fest, quando convidou uma comitiva mariliense para uma visita diplomática à cidade, sendo o convite reforçado pela princesa Mako em junho, quando esteve em Marília na comemoração dos 110 anos da imigração japonesa no Brasil.

A missão oficial ao Japão vai acontecer agora em novembro, entre os dias 10 e 19, com uma comitiva do Nikkey Clube de Marília, que contará com o presidente Keniti Mizuno, com o deputado federal Walter Ihoshi e com o prefeito Daniel Alonso.

O objetivo da missão é formalizar a “irmandade” com Izumisano, conhecendo as principais atividades econômicas, socioculturais da cidade japonesa, oficializando esse intercâmbio. A comitiva mariliense será recebida pelo prefeito de Izumisano, Hiroyasu Chiyomatsu, e sua equipe administrativa.

Na sequência, os marilienses irão para Higashihiroshima para intensificar o intercâmbio com a cidade japonesa, objetivo trazer investimentos e novas oportunidades não somente nas áreas socioculturais, mas principalmente econômica e política.

CIDADES-IRMÃS

O intuito do irmanamento de cidades é a promoção de cooperação entre os municípios envolvidos, que pode acontecer em diversas áreas como a cultura, educação, saúde, transportes, meio ambiente e desenvolvimento econômico.

Se dois municípios possuem características semelhantes como, por exemplo, número de habitantes, tamanho e setor econômico preponderante, é bem possível que tenham passado ou passem por situações e/ou dificuldades também semelhantes, de forma que a troca de conhecimento sobre a resolução de problemas é muito valiosa.

Após o irmanamento de duas cidades, através da proposta feita por uma das prefeituras à outra, diversos protocolos podem ser elaborados e firmados para a troca de experiências sobre determinados assuntos, investimentos em projetos, intercâmbio de estudantes, especialistas e empresários, dentre outras possibilidades.

Em homenagem à parceria com Higashihiroshima, o município Marília tem uma praça com o nome da cidade-irmã, localizada na confluência das avenidas Esmeralda e Vicente Ferreira. Outros três monumentos que homenageiam a relação da cidade com o Japão podem ser encontrados no jardim do Paço Municipal, tendo sido um deles inaugurado pelo Príncipe Mikasa na ocasião de sua visita.

As principais parcerias formadas entre as cidades aconteceram no âmbito da educação. A mais recente delas se deu em 2010, quando a prefeitura de Marília, por meio da Secretaria da Educação e em conjunto com a Associação Lótus Branco, firmou convênio entre escolas das cidades-irmãs para a consolidação do projeto Intereduca.

O projeto tem como objetivo um intercâmbio cultural entre os países através da cooperação entre as escolas de Ensino Fundamental Antônio Ribeiro e Hachi Honmatsu, que realizam trocas de textos e vídeos entre os alunos dos dois países por uma plataforma na internet.

   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *