Prefeito Daniel Alonso anuncia mega mutirão que vai zerar até dezembro filas de cirurgias e mamografias

Procedimentos já estão em andamento no Hospital Beneficente Unimar e na Santa Casa de Misericórdia de Marília 

 

O prefeito Daniel Alonso anunciou nesta quarta-feira (26) um mega mutirão para a realização de cirurgias eletivas e mamografias. Os procedimentos, que já estão ocorrendo, devem ter suas filas zeradas até dezembro deste ano.

Os procedimentos serão realizados pela Secretaria Municipal de Saúde, através de hospitais parceiros, como resultado do incremento de recursos previstos pela portaria 2.995/18 do Ministério da Saúde, publicada no último dia 12.

Serão impactadas especialidades diversas, abrangendo pequenas cirurgias; face, cabeça e pescoço; oftalmologia; ortopedia e outras do aparelho osteomuscular; cirurgias de aparelho digestivo como colicister (pedra na vesícula), circulatórias e genitourinário. Além disso, o mutirão irá abranger procedimentos de mamografia. Ao todo serão realizados mais de 3.000l procedimentos cirúrgicos.

“Vamos atacar esse problema que há anos existe em Marília. Até 31 de dezembro vamos realizar o maior número de cirurgias agendadas. Isso não é promessa de campanha e sim realização de programa conquistado pelo nosso governo junto ao Ministério da Saúde”, disse Daniel Alonso, prefeito de Marília.

PARCEIROS

Kátia Ferraz Santana, secretária municipal da Saúde, realizou esta semana uma reunião com a direção do HBU (Hospital Beneficente Unimar) e Santa Casa de Misericórdia de Marília para comunicar os benefícios da portaria e definir estratégias.

A gestora explicou que não foram definidas cotas específicas para regiões do Estado. Dessa forma, o prazo curto para utilização dos recursos permitirá que os municípios melhores articulados, com prestadores de serviços de prontidão, e demanda preparada para cirurgia, sejam os principais beneficiados.

“Vamos ampliar o número de cirurgias de forma imediata. Cada instituição de acordo com suas especialidades receberá os pacientes que nosso setor de agendamento fará contato. Nosso desejo é zerar as filas. Não estamos certos de que conseguiremos porque o prazo é muito curto, mas vamos abreviar a espera de muita gente”, disse a secretária.

OS PROCEDIMENTOS JÁ TIVERAM INÍCIO

Conforme a superintendente do HBU, Márcia Mesquita Serva, a publicação da portaria e a convocação da secretária Kátia Santana para utilização imediata do incremento dará nova dinâmica à produção cirúrgica do hospital pelo SUS.

Ela explica que há ociosidade por falta de teto financeiro. “A instituição está preparada para realizar muito mais porque tem infraestrutura e equipes preparadas. Ficamos muito agradecidos e motivados com esse esforço da administração para que Marília acesse estes recursos e possamos atender mais”, destacou.

A Coordenadora de Negócios da Santa Casa de Marília, Márcia Mota, lembrou que a instituição terá a oportunidade de mobilizar profissionais, atender a uma grande demanda em menor espaço de tempo, ampliando taxa de ocupação e otimizando recursos.

“Primeiramente conseguimos cumprir ainda melhor a nossa função de oferecer serviços de saúde com qualidade. O incremento financeiro aumenta a produtividade e permite ao hospital uma nova dinâmica que favorece, principalmente, o usuário”, disse Márcia Mota.

COMO PROCEDER?

Os pacientes que aguaram cirurgias eletivas (agendadas), ou seja, que se encontram em situação de saúde estável, serão contatados pela Secretaria Municipal da Saúde. É importante retirar o encaminhamento conforme for instruído e comparecer na data correta no hospital, respeitando cada indicação de preparo para cirurgia.

Todo usuário do SUS que tem quadro de saúde agravado, independente de quando recebeu encaminhamento cirúrgico, é priorizado pela rede e encaminhado para cirurgias de urgência. Nestes casos, é importante procurar a unidade de saúde e relatar o agravo.

   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *