Presidente do Comitê Olímpico do Japão é indiciado por ‘corrupção ativa’, na França

De acordo com a publicação do jornal francês Le Monde, de sexta-feira (11), Tsunekazu Takeda, presidente do Comitê Olímpico do Japão, foi indiciado pelo juiz francês Renaud Van Ruymbeke, em dezembro. A acusação é de “corrupção ativa”.

Segundo o jornal “o magistrado investiga há três anos a suspeita de corrupção nos bastidores da eleição da cidade-sede dos próximos Jogos Olímpicos. Ele suspeita que a vitória da candidatura japonesa, em 2013, seja resultado de negociações ocultas. Isso lhe permitiu ganhar notavelmente as vozes dos membros africanos do COI”.

Teria subornado com 250 milhões de ienes

Segundo o Le Monde, a justiça francesa suspeita que Takeda tenha autorizado o pagamento de subornos para obter os Jogos.

Duas transferências feitas em 30 de julho e 28 de outubro de 2013 para a Black Tidings, uma empresa sediada em Cingapura, no valor total de 1,8 milhão de euros, ou cerca de 250 milhões de ienes, intriga os investigadores da Procuradoria Nacional de Finanças (PNF). Takeda teria feito as remessas para o filho do ex-presidente da IAAF.

Esses movimentos monetários foram identificados pela unidade de combate ao tráfico de pessoas-Tracfin. Fazem parte de um inquérito judicial preliminar aberto pelo PNF, em outubro de 2015, sobre um caso de corrupção na Federação Internacional de Atletismo (IAAF). 

Ele nega

De acordo com a NHK ele foi ouvido em interrogatório em dezembro do ano passado e nega. Na época, com base na solicitação da França, o Departamento de Promotores Especiais do Ministério Público de Tóquio ouviu as circunstâncias das partes interessadas do comitê de licitação, incluindo o presidente Takeda.

Stéphane Bonifassi, um dos advogados da Takeda, não respondeu ao jornal Le Monde na manhã de sexta-feira.

Takeda quer continuar no Comitê Olímpico

O bisneto do 125.º Imperador, da era Meiji, tem 71 anos, participou em cinco Jogos Olímpicos desde Munique em 1972 como equestre, depois como treinador da equipe de equitação.

Desde 2001 preside o Comitê Olímpico Japonês. De acordo com a imprensa japonesa, ele deseja a renovação do posto em junho para um décimo primeiro mandato, ignorando o limite de idade de 70 anos.

Há um ano meio antes das Olimpíadas e Paralimpíadas em Tóquio (Tokyo 2020) a notícia mexe com o meio esportivo. O maior evento esportivo do Planeta ocorre entre 9 de julho a 9 de outubro de 2020.

FONTE : PORTAL MIE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *