Projeto do vereador Rezende estabelece Hino do Município e Hino Nacional em eventos

A Câmara de Marília analisa e vota nesta segunda-feira, dia 10 de setembro, projeto de Lei de autoria do vereador e vice-presidente do Poder Legislativo, Marcos Rezende (PSD), que propõe a execução dos Hinos Nacional e do Município de Marília em todos os eventos solenes, incluindo escolas da rede pública e da rede particular. O PL n.º 5/2018 recebeu parecer favorável da Comissão de Justiça e Redação, que inclusive detalhou o posicionamento da Procuradoria Jurídica do Legislativo mariliense. O jurídico da Câmara demonstrou não haver impedimentos de ordem legal para o ingresso do texto na Ordem do Dia e, “do ponto de vista material, o fito da proposta é garantir o respeito aos símbolos pátrios e locais, sendo o que se espera de uma comunidade civilizada”, expôs.
Rezende lembrou que, no passado, o costume de se executar o Hino Nacional das escolas, inclusive as privadas, tinha como objetivo pedagógico que transmitir a letra e o enredo do hino, mas ao mesmo tempo estimular a demonstração de amor ao Brasil. “Os brasileiros só demonstram interesse por esta celebração – a de interpretar o Hino Nacional – em época de Copa do Mundo ou na comemoração da nossa Independência. Há alguns anos, tínhamos na grade curricular das escolas a disciplina Educação Moral e Cívica, onde eram trabalhados os hinos brasileiros, as armas nacionais, os órgãos mais importantes do Governo Federal e Estadual, dentre outros assuntos ligados ao civismo. Com isso, tínhamos uma população jovem ligada às questões políticas, de interesse nacional, demonstrando valorizar o Brasil”, considerou o vice-presidente da Câmara Municipal de Marília. O vereador Rezende observou que lideranças do diretório municipal do PSD enalteceram o teor do projeto, principalmente por estimular o amor à pátria.

    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *