Sobrevivente da bomba atômica pede que governos ratifiquem tratado contra armas nucleares

Uma sobrevivente do bombardeio atômico de 1945 em Hiroshima reforçou seu pedido para que governos ratifiquem o Tratado da ONU sobre Proibição de Armas Nucleares.

Em Toronto, no Canadá, um grupo de direitos civis realizou no dia 6 de agosto um evento na praça em frente à prefeitura marcando o aniversário do bombardeio em Hiroshima. Um chama foi acesa no local com uma brasa da Chama da Paz, do Parque Memorial da Paz de Hiroshima.

Setsuko Thurlow, de 86 anos de idade e sobrevivente da bomba atômica, vive em Toronto, e discursou perante cerca de 200 participantes do evento na segunda-feira. Ela descreveu os esforços pela erradicação das armas nucleares ao longo do último ano.

No ano passado, as Nações Unidas adotaram um tratado banindo esse tipo de armamento. O Prêmio Nobel da Paz também foi concedido à organização não-governamental Campanha Internacional para Abolição das Armas Nucleares, ou ICAN.

Thurlow ressaltou que muitas pessoas e organizações ao redor do mundo estão pedindo que seus governos ratifiquem o tratado. Ela disse que os cidadãos têm o direito de serem ouvidos, e pediu que os governos fiquem do lado certo da história ratificando e assinando o documento.

FONTE : NHK PORTUGUÊS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *