15 plantas que não morrem no apartamento ou no escritório

CUIDADO PARA NÃO ENCHARCAR

“É preciso ter cuidado para não colocar muita água. Em ambientes internos, não há sol direto, então a água evapora mais devagar. Com isso, ela fica acumulada nas raízes da planta, o que traz fungos e apodrece a planta”, diz Fernando Henrique Cruz, arquiteto e paisagista da Paisagismo São Paulo. Evite, portanto, encharcar a terra com água.

VASOS SEMPRE COM FUROS E FLORES PERTO DO SOL

“É importante que os vasos tenham furos, senão a água não tem para onde sair”, aconselha Nina Levy, florista e dona da Amapá Flowershop. Ela também ressalta a importância de deixar plantas com flores em ambiente bem iluminados, para que o florescimento ocorra por completo.

SAMAMBAIA

É uma das plantas ornamentais mais populares no Brasil. A dica é cultivá-la em vasos suspensos, presos à parede ou ao teto. Há diversas espécias, cada qual com uma preferência de iluminação – em geral, no entanto, a espécie evita o sol. Uma opção é a samambaia-prateada, que fica bem à meia-luz. A rega deve ser feita com frequência, de duas a três vezes por semana.  Foto: Julia Risi

Julia Risi

LAVANDA

Precisa de muito sol e água, com regas diárias. Para que as raízes não mofem, o vaso deve ser bem drenado. Foto: Reprodução/Pixabay

Reprodução/Pixabay

CAMEDÓREA

A camedórea é uma espécie de palmeira que pode ser cultivada em ambientes fechados – aliás, o ideal é protegê-la do sol direto. Como gosta de umidade, regue quatro vezes por semana. Foto: Divulgação/Hometeka

Divulgação/Hometeka

FÍCUS

O fícus tem potencial tanto para ambientes externos (na natureza, pode atingir até 30 m de altura) quanto ambientes internos, dentro de vasos, na forma de arvoretas ou arbustos. Em ambientes fechados, ele necessita de lugares iluminados, apesar de dispensar o sol direto. A terra deve ser adubada todo mês no inverno e no verão e a rega deve ser feita quando a terra ficar levemente seca, sem deixar o solo encharcado. Foto: Zeca Wittner/A

Zeca Wittner/AE

AIRPLANT

Esta família de plantas dispensa o plantio na terra, o que permite a você ser criativo na hora de acomodá-la. A rega é intensa: borrife água a cada dois dias.  Foto: Zeca Wittner/Estadão

Zeca Wittner/Estadão

BEGÔNIA

Planta colorida, ela é ótima para a decoração, sobretudo de pequenos cômodos, uma vez que atinge no máximo 30 cm de altura. No trato, ela não deve receber luz direta do sol, apesar de exigir lugar iluminado. A rega deve ser feita sempre que o solo estiver seco, mas a água não deve molhar as folhas, e sim a terra. Na foto, begônias nas cores vermelha e laranja. Foto: Zeca Wittner/AE

Zeca Wittner/AE

COSTELA-DE-ADÃO

O ideal é conservá-la em luz indireta. Como cresce devagar, dispensa cuidados excessivos. Na natureza, fica enroscada no tronco, então é bom colocá-la perto de algum lugar no qual ela possa se prender. A rega precisa ser feita duas vezes por semana.  Foto: Zeca wittner/Estadão

 

Zeca wittner/Estadão

CISSUS

A cissus fica bem pendurada, caindo para o solo. E a mistura do tom verde com o avermelhado das folhas traz uma combinação harmônica ao ambiente. Ela não precisa de sol direto e fica bem à meia-luz. A rega deve ser feita duas vezes por semana.  Foto: Divulgação/Floradania

Divulgação/Floradania

MARANTA

É uma planta que suporta bem a sombra. A rega deve ser feita dia sim, dia não. Foto: Reprodução/Instagram Selvvva

Reprodução/Instagram Selvvva

SUCULENTAS

Armazenam água por bastante tempo, portanto a rega deve ser feita com intervalos esparsos, de uma vez a cada 15 dias. O ideal é deixá-la em local bem iluminado e com luz direta do sol. Foto: Helena Peixoto

Helena Peixoto

VIOLETA

Superversátil, a violeta só não pode receber sol direto. A rega precisa ser feita de duas a três vezes por semana.  Foto: Reprodução/Pixabay

Reprodução/Pixabay

ORQUÍDEA

Gosta de sol direto, mas também se adapta a ambientes iluminados, perto da janela. Pode ser plantada em vasos e jardineiras. O vaso precisa ser profundo e é melhor borrifar água em vez de regá-la. Deixe-a protegida do vento e adube a terra a cada 15 dias. Foto: Antonio Milena/AE

Antonio Milena/AE

DRACENA

A dracena é do tipo arbusto super-resistente, capaz de ser cultivada até em escritórios. Pode tanto receber luz direta quanto meia-luz. O maior cuidado que ela vai exigir é evitar o excesso de rega e ficar fora do alcance de crianças e animais, porque pode gerar intoxicação. Foto: Reprodução/Selvvva

Reprodução/Selvvva

PALMEIRA-RÁFIA OU CHAMAEDOREA

A palmeira-ráfia e a chamaedorea crescem verticalmente. Devem ser cultivadas à meia-sombra e regadas uma vez por semana.  Foto: Zeca Wittner/Estadão

 

Zeca Wittner/Estadão

Fonte: Estadão (https://fotos.estadao.com.br/galerias/casa)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *