A pedido Vereador Evandro Galete, Dep. Dr. Sinval Malheiros encaminha para emenda valor de $ 1.000.000,00 para Cirurgias Bariátricas HBU

Evandro Galete preocupado com a crescente fila de espera   em Marília , solicitou emenda para cirurgias bariátricas.

A cirurgia bariátrica é uma das intervenções mais indicadas contra a obesidade mórbida, ou seja, pessoas que apresentem o índice de massa corporal (IMC) acima de 40kg/m2. Atualmente a cirurgia bariátrica é o método mais eficaz para o tratamento de obesidade mórbida, onde se busca o controle de peso em longo prazo.

Não seguir as regras impostas no pós-cirurgia irá causar riscos sérios a saúde além de comprometer o sucesso do trabalho diz Dr.Sinval Malheiros

A cirurgia bariátrica é uma técnica que foi desenvolvida com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos obesos, assim como a extinção ou mesmo a diminuição das comorbidades associadas, como diabetes tipo 2, insuficiência cardíaca, hipertensão arterial, hipercolesterolemia, apnéia do sono, artroses de quadril e joelhos e obstrução arterial .

Os idosos estão “cada vez mais ativos, querendo qualidade de vida, mas, paralelamente, a prevalência de obesidade entre os idosos vem aumentando”. Coloca ainda que “os idosos obesos com mais de 65 anos devem passar por uma avaliação multidisciplinar, pois têm mais doenças, como diabetes e hipertensão, e tomam mais medicamentos”. Em função das patologias apresentadas e a idade, é muito importante avaliar o risco entre a cirurgia e a obesidade.

Preparação para cirurgia

Quando a opção da cirurgia nessa população é indicada, o profissional da área da psicologia exerce um papel fundamental nesse processo, pois poderá avaliar se o paciente está apto emocionalmente para a cirurgia, além de auxiliá-lo no pré e pós cirúrgico, para que compreenda todos aspectos envolvidos nesse processo.

Na preparação para o pré-operatório o paciente precisa ser informado da extensão do procedimento, pois as mudanças advindas da cirurgia acarretará tomadas de atitudes assertivas para o sucesso da cirurgia.

Como é um procedimento invasivo, deve estar informado dos riscos e complicações, estar bem consciente de que terá que mudar sua relação com a comida de forma significativa, pois enfrentará um grande desconforto e a necessidade de adaptação a nova dieta.

Não seguir as regras impostas no pós-cirurgia irá causar riscos sérios a saúde além de comprometer o sucesso do trabalho, podendo mesmo colocar em risco a própria vida. No pós-cirúrgico além das adaptações práticas que precisam ser seguidas, o paciente poderá ficar muito ansioso, aparecendo a insegurança em função de mudanças rápidas ao qual estará passando.

Nesse novo contexto, o psicólogo auxiliará o paciente a compreender melhor o que está sentindo, aderindo com maior segurança ao tratamento, se responsabilizando pelas escolhas e consequências destas.

Apesar da expectativa frente ao novo corpo, o paciente poderá sentir dificuldades em aceitar a nova imagem, pois resultará em uma nova identidade, mudança muito significativa principalmente para as pessoas que eram obesas desde a infância.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *