Agora a briga é contra o futebol

Desde 1999, anualmente, o COB (Comitê Olímpico Brasileiro) premia os melhores atletas do ano, festa considerada o Oscar do esporte brasileiro.
Uma das premiações mais concorridas é a de atleta da Torcida, com votação aberta ao público.

Hugo Calderano, fenômeno de tênis de mesa mundial, estava vencendo seus 9 concorrentes, com quase 50% dos votos no inicio, porém, a margem nos últimos dias, era de 40% contra 28% para a ginasta Flávia Saraiva, atleta do Flamengo.
Com as recentes conquistas da Libertadores e Brasileiro, um torcedor postou no grupo da entidade, como pode um atleta de tênis de mesa que, representa o Ochsenhausen na
Alemanha, cidade de 10 mil habitantes, vencer uma atleta do Flamengo, com mais de 40 milhões de torcedores no Brasil? Detalhe que Flavinha tem mais de 1 milhão de fãs na sua rede social, e 700 mil no Instagram, contra 81 mil de Calderano.

Toda imprensa nacional aproveitou a notícia e como Hugo Calderano começou no Fluminense, já transformaram a disputa num Fla x Flu.

Porém, eu considero a briga como a de um elefante contra uma formiguinha, já que o futebol é o nosso esporte nacional e o pingue pongue, pouco divulgado, sem torcida e sem paixão dos brasileiros. A diferença já foi notada no mapa geral, ambos seguem quase empatados e acredito que surpresas virão, a uma semana da entrega do premio no Rio de Janeiro.

FONTE : JORNAL NIPPAK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *