Antônio Losasso Netto é o mais novo Cidadão Mariliense

O médico Antônio Losasso Netto recebeu o título de Cidadão Mariliense, em sessão solene realizada na noite da última sexta-feira (22). Familiares e amigos prestigiaram a cerimônia na Câmara Municipal.

“É uma emoção muito grande receber esta honraria da Câmara. Estou há 54 anos na Medicina, fui professor da Famema de 1972 a 1997, inclusive sendo Patrono da Turma de Medicina de 1980 e Paraninfo da Turma de 1986. Amo esta cidade e já me considerava mariliense. Aliás, só nasci em Bragança Paulista e vim para cá”, enfatizou Antônio Losasso Netto.

A esposa, Maria Izabel Lorenzetti Losasso, disse que o marido só não recebeu o título antes porque as pessoas achavam que ele tivesse nascido em Marília. “Hoje é um dia especial para a família. Ele trabalhou bastante e prestou relevantes serviços pela cidade”.

História

Nascido em Bragança Paulista, Antônio Losasso Netto mudou-se com a família para Marília ainda bebê. Ele cursou escolas públicas como o extinto Grupo Tomás Antônio Gonzaga.

Mudou-se para a capital paulista para cursar medicina na USP (Universidade de São Paulo), após ter passado em 2º lugar no vestibular.

Em 1967, casou-se se com Maria Izabel Lorenzetti Losasso, com quem teve os filhos José Antônio, Raphael e Pedro Henrique, além de seis netos.

Autor da homenagem

O vereador Luiz Eduardo Nardi (PL) é o autor do projeto que originou o decreto legislativo para homenagear o médico radiologista.

“Antônio Losasso Netto é um legítimo mariliense. Viveu aqui a vida toda, apenas nasceu em Bragança Paulista, na terra dos seus avós. Depois, na juventude, precisou se mudar para São Paulo onde concluiu Medicina pela Universidade de São Paulo”, disse o edil.

Nardi relatou que a família do médico está feliz com o reconhecimento do Poder Legislativo de Marília. “O homenageado se recorda de grandes momentos de nosso Município, incluindo fatos pitorescos que ajudaram a compor a nossa memória afetiva com a cidade, os nossos valores e a nossa cultura”, salientou ele.

FONTE : JORNAL DA MANHÃ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *