Aos 49 anos, brasileira começa a estudar em escola pública no Japão

Uma brasileira de 49 anos começou a estudar em uma escola pública noturna em Matsudo (Chiba), juntamente com outros alunos japoneses e estrangeiros de várias faixas etárias, informaram o jornal Asahi e o Tokyo Shimbun.

A escola Daiichi Chuugakkou inaugurou neste mês classes noturnas, chamadas de Mirai (futuro, em japonês), para jovens que trabalham durante o dia ou adultos que não tiveram oportunidade de estudar na idade apropriada.

Chiyoka Nishi não conseguiu concluir o ensino fundamental no Brasil. Ela veio ao Japão, casou-se, virou mãe e viu os anos passarem sem ter a chance de voltar a estudar.

Ao acompanhar a rotina escolar dos filhos no Japão, a brasileira pensou várias vezes em voltar a estudar, até que encontrou uma oportunidade com a abertura de classes noturnas.

“Eu quero absorver o máximo possível e criar um novo capítulo da minha vida com meus colegas”, disse Nishi em japonês em um discurso representando os novos alunos estrangeiros da escola.

As classes noturnas da Daiichi Chuugakkou são frequentadas por 22 alunos, com idades que vão da adolescência até os 70 anos. Nove deles são estrangeiros, incluindo a brasileira.

O Japão tem atualmente 33 escolas ginasiais noturnas (chuugakkou) em nove províncias. Na década de 1950, existiam mais de 80, frequentadas por jovens que precisavam trabalhar durante o dia na época do pós-guerra.

FONTE : ALTERNATIVA ON LINE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *