Após representação da MATRA Ministério Público investiga aglomeração de idosos em filas de bancos

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) abriu um inquérito civil para investigar a aglomeração de idosos em filas de agências bancárias localizadas em Marília.

A portaria que dá início à investigação foi assinada pelo promotor Isauro Pigozzi Filho na sexta-feira (4), conforme apurou o Marília Notícia. Curador do Idoso e da Saúde Pública no município, ele já é responsável por outros inquéritos e ações envolvendo as atividades de enfrentamento da pandemia.

O objetivo do novo procedimento, de acordo com a Promotoria, é “apurar eventuais irregularidades em descumprimento das normas sanitárias de combate à Covid-19, impostas pelo Plano São Paulo”.

O problema também pode envolver infração ao Estatuto do Idoso, de acordo com a Organização da Sociedade Civil de Interesse Público Marília Transparente (OSCIP MATRA), autora da representação – protocolada ainda em fevereiro -, a qual motivou o novo inquérito.

A MATRA enviou uma representação ao promotor visando o “restabelecimento do direito assegurado às pessoas com idade superior a 60 anos”, no qual cita o Estatuto que prevê a “garantia da prioridade, consubstanciada no atendimento preferencial, imediato e individualizado junto aos órgãos públicos e privados prestadores de serviços à população”.

A MATRA também afirma que enviou fotos ao MP-SP, “que deixam ainda mais evidente o descaso com que a situação foi tratada em diversos locais, inclusive na frente do Ganha Tempo Municipal em alguns dias”.

As primeiras medidas tomadas no âmbito do inquérito que apura as aglomerações de idosos nestes locais envolvem questionamentos ao Conselho Municipal dos Direitos do Idoso de Marília e à Fundação Procon de Marília.

OUTRO LADO

A reportagem do Marília Notícia questionou a Febraban, entidade que representa as instituições bancárias em nível nacional, assim como a Prefeitura de Marília a respeito do problema no Ganha Tempo. Até a publicação desta matéria, entretanto, não houve retorno. O espaço segue aberto para manifestação.

*Com informações do Marília Notícia.

**Imagens meramente ilustrativas.

FONTE: MATRA (VIA M.N.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *