BB rejeita elevar provisões para calotes após Odebrecht ter pedido recuperação judicial

O presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, negou nesta terça-feira planos para elevar os montantes de provisões para perdas esperadas com inadimplência, após a gigante Odebrecht ter pedido recuperação judicial no mês passado.

Questionado por jornalistas a respeito, Novaes afirmou que não será preciso elevar o provisionamento da instituição especificamente por causa da Odebrecht, que em junho protagonizou o maior pedido de recuperação judicial da história no país, com dívidas totais de quase 100 bilhões de reais, somando as dívidas concursais, com garantia e intercompany.

A Odebrecht tem 18,1 bilhões de reais em dívidas com bancos sem garantia real, sendo 4,75 bilhões com o BB.

FONTE : REUTERS BRASIL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *