Castelo de Shuri, Okinawa: Após incêndio, muitos solidários se empenham para reconstrução

No último dia 31 de Outubro, a história do Japão viveu um duro golpe quando oCastelo de Shuri em Okinawa sofreu um grave incêndio. Segundo a equipe de contramedidas da Polícia da Província de Okinawa informou no domingo (03/11) que o incêndio do Castelo de Shuri pode ter sido provocado por um curto-circuito.

Os peritos recolheram o centro de distribuição de energia elétrica, do primeiro andar do palácio principal, por onde pode ter começado o fogo. Como a possibilidade de intrusão de terceiros é baixa, a partir dessa segunda-feira (04/11) começou a ser analisada cuidadosamente a caixa distribuidora.

Foto aérea do castelo após o incêndio (imagem: divulgação)

Com a destruição de 7 edifícios, entre palácios e outras instalações, foi aberta uma crowdfunding (Campanha de arrecadação de fundos) em prol da reconstrução do castelo.

Nomeado de Projeto de Apoio para Reconstrução do Símbolo de Okinawa [Castelo de Shuri] (沖縄のシンボル「首里城」再建支援プロジェクト), foi aberta uma conta e em 3 dias ultrapassou a meta de 100 milhões de ienes (cerca de US$ 923.000,00). Ao meio-dia de segunda-feira o montante já somava quase o dobro.

As pessoas solidárias não só fizeram sua contribuição como também deixaram mensagens positivas e de torcida para que o castelo seja reconstruído. Uma manifestou esperanças de que o Castelo de Shuri venha a ser reconstruído o mais cedo possível, denominando-o de símbolo de Okinawa.

Os criadores do Crowdfunding disseram que os donativos estão chegando a uma velocidade muito maior do que o esperado. Eles fixaram três contas bancárias para o fundo de reconstrução.

O governador de Okinawa, Denny Tamaki, disse desejar um plano de reconstrução para o castelo até 2022, que será o ano de comemoração do quinquagésimo aniversário da transferência de Okinawa para o domínio japonês.

JAL-Japan Airlines também tomou uma iniciativa solidária. Os passageiros que possuem milhas podem doar 3 mil delas, as quais serão convertidas em contribuição de 3 mil ienes. A doação pode ser feita pela página web.

Manifestação por parte da UNESCO:

Em entrevista para a NHK em Paris, logo depois do desastre, Mechtild Rossler, diretora do Centro de Patrimônio Mundial da Unesco, manifestou seu choque ao ver outro incêndio em um local pertencente à lista de patrimônios mundiais.

Rossler disse que o Castelo de Shuri é um monumento simbólico para o povo do Japão e de Okinawa, manifestando sua tristeza pela perda.

A diretora disse que está pronta para enviar uma equipe de especialistas, caso o governo japonês faça a solicitação. Ela se referiu à reconstrução, ora em andamento, de um local em Uganda, que fora incendiado em 2010, como um exemplo do trabalho que está sendo realizado neste setor.

Rossler também disse que contatou as autoridades japonesas e especialistas da Unesco de forma a realizar um encontro na próxima semana.

A autoridade da agência das Nações Unidas também disse que o incêndio não afetaria o registro do sítio na lista de patrimônios mundiais, uma vez que o castelo é somente um dos nove componentes históricos do local.

Sobre o Castelo de Shuri:

O castelo, construído há cerca de 500 anos pela dinastia Ryukyu, foi considerado o tesouro nacional do Japão em 1933. Ele já havia sofrido um incêndio devastador durante a Segunda Guerra Mundial.

O salão principal foi restaurado em 1992 e serviu de local para um banquete para os líderes da cúpula do G8. Remanescentes do castelo original também foram designados como Patrimônio Mundial da UNESCO, ao lado de ruínas de outros castelos do Reino Ryukyu em Okinawa.

Castelo de Shuri – Okinawa (imagem: Divulgação)

FONTE : REVISTA MUNDO OK ( VIA PORTAL MIE & NHK WORLD)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *