Cerimônias religiosas marcam a chegada dos primeiros imigrantes

Para não deixar passar em branco o dia 18 de junho – a cerimônia oficial da chegada dos primeiros imigrantes será no dia 21 de julho, concomitantemente ao 21º Festival do Japão – o Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), o Kenren – Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil – a Federação das Escolas Budistas do Brasil e a Panib – Pastoral Nipo-Brasileira – realizam, dias 17 e 18 (domingo e segunda-feira), cerimônias religiosas em memória dos pioneiros da imigração japonesa no Brasil. Este ano, as comemorações contam com apoio da Comissão para Comemoração dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil.

Missa católica na Igreja São Gonçalo será nesta segunda-feira (Arquivo/Jiro Mochizuki)
Missa católica na Igreja São Gonçalo será nesta segunda-feira (Arquivo/Jiro Mochizuki)

No domingo, 17, a partir das 9 horas, no lreihi – Memorial em Homenagem aos Imigrantes Pioneiros Falecidos – no Parque Ibirapuera (próximo ao portão 10, ao Museu AfroBrasil e Pavilhão Japonês), acontece a Cerimônia Budista em Homenagem aos Imigrantes Japoneses Falecidos. A organização é do Kenren e da Federação das Escolas Budistas do Brasil.

Culto no Parque do Ibirapuera acontece neste domingo (Arquivo/Jiro Mochizuki)
Culto no Parque do Ibirapuera acontece neste domingo (Arquivo/Jiro Mochizuki)

Também no domingo, às 10h30, no Grande Auditório do Bunkyo, no bairro da Liberdade, acontece o Culto Budista em Memória aos Imigrantes Japoneses. Organizado pelo Bunkyo e pela Federação das Escolas Budistas do Brasil, a celebração deve reunir convidados não só de outras religões – além budista – como representantes e membros das entidades nipo-brasileiras.
Foram destinados convites a várias entidades para ser distribuídos aos seus membros, que deverão ser apresentados na entrada.

Brinde – Cada participante, em sinal de gratidão, receberá uma sacolinha com os seguintes brindes: um oniguiri (bolinho de arroz), um Mupy (bebida de soja+fruta), uma caneta e bloco de anotações. Os organizadores ressaltam que, e, algumas sacolinhas tem também ingresso cortesia para o Festival do Japão.
A produção dos brindes teve o apoio das empresas Azuma Kirin (doação de 450 kg do arroz Mirokumai), do departamento de Jovens e de Senhoras do Templo Nikkyoji da Escola Honmon Butsuryu-Shu, da Agronippo e da Gráfica Mil Folhas.
Os organizadores da cerimônia solicitam aos participantes que levem pacotes de pó de café como oferendas a serem colocadas no altar principal. Após o culto, essas oferendas serão doadas às entidades beneficentes nipo-brasileiras.

Copa – Como novidade, escolas nipo-brasileiras intepretação a música-tema dos 110 anos “Arigatô Brasil”, composta por Joe Hirata e Júlio Bogajo. Com a estreia da Seleção Brasileira na Copa marcada para às 15 horas (horário de Brasília), contra a Suíça, a missa católica em Ação de Graças à Memória dos Imigrantes Japoneses celebrada comumente no mesmo dia, está programada para a segunda-feira, 18, às 9 horas, na Igreja São Gonçalo, na Praça João Mendes, com organização do Bunkyo e da Panib.

Dia 17 de junho (domingo)
8h30: Cerimônia Budista em Homenagem aos Imigrantes Japoneses Falecidos
Local: Ireihi – Memorial em Homenagem aos Imigrantes Pioneiros Falecidos – Parque Ibirapuera (próximo ao portão 10)

10h30: Culto Budista em Memória aos Imigrantes Japoneses
Local: Grande Auditório do Bunkyo – Rua São Joaquim, 381, Liberdade (próximo à estação São Joaquim do metrô)

DIA 18 de junho (segunda-feira)
9H: Missa em Ação de Graças à Memória dos Imigrantes Japoneses
Local: Igreja São Gonçalo (Praça João Mendes, s/nº)

FONTE : JORNAL NIPPAK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *