Compreenda a linguagem dos alertas das autoridades locais

O Japão é um país que possui um avançado sistema de prevenção de desastres decorrentes dos fenômenos naturais como tufão, neve, tornado, tsunami, terremoto, entre outros.

A palavra de ordem para evitar vítimas é prevenir-se. Cada um da população tem como dever preservar a sua vida diante dos possíveis desastres. Para manter todos informados, os sistemas governamentais anunciam a todo o momento através da imprensa o que está acontecendo. Todas essas ações ajudam a evitar danos que possam tirar a vida ou ferir as pessoas.

Quando há ameaças, as autoridades municipais – bombeiros, polícia ou prefeitura – podem emitir instruções a respeito da evacuação. Ou seja, diante do risco de inundação, deslizamento, enchente, avalanche, etc, há diretivas.

Compreenda essa linguagem quando tiver anúncios no seu smartphone, alto-falantes ou imprensa.

São orientações das autoridades municipais. No caso de ter idosos e pessoas com deficiência pede-se que colaborem com eles para se dirigirem aos abrigos.

Compreenda a linguagem da evacuação ou de deixar a moradia e se dirigir para um abrigo que pode ser um alojamento temporário.

  • 避難準備: hinan junbiprepare-se para evacuação. Ou seja, verifique seu kit de emergência e esteja preparado para o anúncio ou instrução de evacuação
  • 避難勧告: hinan kankoku, significa recomendação de evacuação. Não é uma ordem, mas é emitido esse alerta quando as autoridades percebem que o risco se elevou ou quando a possibilidade de danos humanos é aumentada devido à previsão de danos
  • 避難指示: hinan shiji, é ordem de evacuação. Se ouvir das autoridades ou ler isso no alerta vá imediatamente para o abrigo mais próximo. É emitido quando as autoridades percebem que a  situação piorou e há risco de danos humanos. Caso essa instrução é emitida, a evacuação deve ser feita imediatamente. No entanto, não há disposição de penalidade para aqueles que não evacuarem
  • 避難命令: hinan meirei, seria também ordem de evacuação. Apesar de, ocasionalmente, ser usado esse termo, não está prevista na legislação de prevenção. Mas como poderá ouvir está listada.

Antes de se dirigir ao abrigo mais próximo, procure se lembrar de retirar os eletroeletrônicos das tomadas, desligar o gás, levar o que é importante para o bebê e crianças como mamadeira, fraldas e outros.

Além disso, leve cobertor, se for o caso, rádio, lanterna, documentos e alimentos. Se tiver o kit de emergência, é recomendável levá-lo no caso de terremoto, tsunami, inundação ou deslizamento, quando o tempo de abrigo poderá se prolongar.

Para se abrigar do tufão, temporariamente, leve lanterna, smartphone e bateria extra, alimentos, água e tudo o que for importante para o bebê, crianças, idosos e pessoas com deficiência.

FONTE : PORTAL MIE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *