Contrato de 24 atletas termina hoje e MAC tenta renovar com mais 6

Termina hoje (dia 20) o contrato de 24 dos 26 atletas da listagem principal do Marília Atlético Clube (MAC), que disputaram o Campeonato Paulista da Série A-3 até a paralisação pelo novo coronavírus (15 de março), na 11ª rodada da 1ª fase.

Até ontem (19), a diretoria ainda estava em negociação com seis jogadores, além dos três que já assinaram pré-contrato: os goleiros Thiago Moraes, Igor Castro e Felipe Mosquete.

Os que ainda negociam a permanência são: lateral-direito Alexandre Lazarini, volante Fabrício, meia Bruno Ribeiro e atacantes Lucas Formiga, Lucas Machado e Wellington.

Outros dois nomes pedidos pelo técnico Guilherme Alves não aceitaram a nova proposta salarial e foram liberados: zagueiro Hítalo e atacante Carlos André. O treinador maqueano disse ontem que aguarda uma resposta daqueles que estão conversando com a diretoria nos próximos dias.

“Não vou ficar esperando muito tempo. Lógico que eu entendo todos os lados, mas esse é um momento difícil para todo mundo. Até essa sexta-feira (22) preciso de uma definição dos atletas que estão em negociação, pois teremos que ir atrás de reposição para os que não permanecerem”, afirmou Guilherme Alves.

Apesar de já ter nove reforços com pré-contrato assinado, o técnico revelou os problemas para reforçar o elenco. “As dificuldades para se contratar estão cada vez maiores, a partir do momento que não se tem uma data para voltar. Estou preocupado pelo fato da Série A-3 retornar de forma simultânea aos brasileiros da série C e D, pois estamos atrás desse nível de jogador”, frisou.

A diretoria não revela os nomes dos reforços, mas dois deles são: zagueiro Cristiano (Goiânia-GO) e volante Léo Couto PSTC-PR.

Defesa toda remodelada – Nenhum dos quatro zagueiros do elenco irá permanecer para quando o estadual retornar. Hítalo não aceitou a proposta para ficar e os outros três (Rodrigo Lacraia, Walter e Salazar) não estavam nos planos de Guilherme Alves.

A defesa maqueana é a quarta menos vazada do Paulista Série A-3, com apenas dez gols em 11 jogos. Ela só fica atrás de: Noroeste (5), EC São Bernardo (8) e Capivariano (9).

Do atual elenco maqueano, apenas o volante Levi e o lateral-esquerdo Edu Pina têm contrato até o final de novembro. Ambos já conversaram com a diretoria e vão permanecer. Ontem, quase houve uma reviravolta na situação do volante Mykaell. Na semana passada, o jogador já estava certo com o São José (4ª Divisão), pois assinou um pré-contrato no começo da pandemia.

No entanto, a reportagem JM apurou que há uma cláusula no pré-contrato com o São José, dizendo que ele pode rescindir se quiser voltar ao Marília. O diretor executivo do Alviceleste, Vagner Silva, confirmou a informação e conversou com Mykaell na última segunda-feira (dia 18). “Existe a cláusula, mas não houve acordo salarial”, explicou.

O Alviceleste está na penúltima posição (15º lugar) da Série A-3, com 11 pontos e dentro da zona do rebaixamento. Entretanto, o time está somente a três pontos do Desportivo Brasil (8º colocado), última agremiação dentro do G-8 (zona de classificação) para as quartas de final. Nas últimas quatro partidas, o MAC enfrentará: Grêmio Osasco (casa), Capivariano (fora), Desportivo (casa) e Barretos (fora).

FONTE : JORNAL DA MANHÃ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *