Covid-19: cestas básicas chegam à comunidade carente do Recife

Elas são mulheres. Mães e esposas de presidiários do maior complexo prisional de Pernambuco, o Aníbal Bruno, localizado no bairro Totó, no Recife. Em dias normais, a rotina delas já não é fácil: a grande maioria é afrodescendente e de baixa renda e tem que assumir os custos e as dificuldades de manter a família sozinha. Durante a pandemia causada pelo novo coronavírus, que já dura quatro meses, a situação se tornou ainda mais difícil: muitas perderam os empregos ou tiveram a renda diminuída.

Como parte da ação emergencial traçada pelo WWF-Brasil desde o início da pandemia para apoiar os mais vulneráveis (saiba mais no box ao lado), acabam de ser doadas 100 cestas básicas para essas mulheres por meio da Organização Cores do Amanhã, que atua desde 2009 na educação de mães, esposas e filhos de presidiários do Aníbal Bruno.

“Até o início da pandemia, a Cores do Amanhã desenvolvia em média 20 oficinas culturais e esportivas mensais gratuitamente, oferecendo a alimentação para os participantes. A maioria dos professores são moradores da própria comunidade, capacitados ao longo da década pela Organização. Com o início da pandemia, a organização encabeçou campanhas de arrecadação de cestas básicas, materiais de higiene e EPIs, mas a demanda tem sido muito maior do que o arrecadado. Por isso esse apoio do WWF-Brasil é muito importante para essas pessoas”, explica Alessandra Mathyas, analista de conservação do WWF-Brasil.

O Cores do Amanhã foi parceiro do WWF-Brasil no projeto educacional chamado “Tô Ligado na Energia”, liderado pela Companhia Energética de Pernambuco (CELPE). Em 2019, os professores da ONG, coordenados pelo WWF, conduziram oficinas de artes como teatro, música, percussão e grafite em quatro municípios do interior de Pernambuco e região metropolitana do Recife. Com resultados surpreendentes, tanto nas apresentações culturais quanto no envolvimento de tarefas nas oito escolas envolvidas, este projeto envolveu diretamente mais de 2 mil estudantes e dezenas de professores (saiba mais no box ao lado).

“Neste difícil momento de pandemia, o apoio do WWF-Brasil com as cestas básicas foi muito importante para ajudar a comunidade e os alunos que o Cores do Amanhã atende no Recife. Agradecemos muito o gesto de solidariedade dessa grande parceira, que, assim como o nosso Movimento, tem uma linda missão de cuidar das pessoas e do planeta”, diz Jouse Barata Queiroz, presidente do Movimento Social e Cultural Cores do Amanhã.

Atuação emergencial do WWF-Brasil durante a pandemia

Diante do cenário alarmante e do descaso do atual governo, sem políticas públicas específicas e efetivas destinadas aos povos indígenas, quilombolas e demais comunidades tradicionais durante a pandemia da COVID-19, o WWF-Brasil traçou um plano emergencial para atender afetados está doando alimentos, produtos de higiene, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e outros materiais. O objetivo é evitar casos de surto entre essas populações e permitir que eles possam ficar em casa com segurança.

Mais de 30 mil pessoas estão sendo atendidas pelo WWF-Brasil, com apoio de organizações parceiras. Na Amazônia e no Cerrado 7.055 famílias indígenas e 100 trabalhadores de cooperativas agroextrativistas receberão ao todo mais de 15 toneladas de alimentos e produtos de higiene, e outros equipamentos.

FONTE : WWF BRASIL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *