DHS reforça pedidos de cuidado com a dengue em Pompeia

Com a ocorrência de chuvas e o calor intenso, a Prefeitura Municipal de Pompeia, por meio do Departamento de Higiene e Saúde e da Vigilância Sanitária, está reforçando o alerta à população para que redobre, em todos os bairros, os cuidados necessários para evitar novos casos de dengue. Durante entrevista para emissoras de rádio do município, o superintendente do DHS, Rogério Teixeira Barbosa “Pida”, reforçou o pedido para que a população elimine potenciais criadouros do mosquito, neste período do ano.

O informe técnico sobre a situação da dengue divulgado pela Vigilância Epidemiológica durante esta semana mostra que grande parte dos focos do mosquito Aedes Aegypti são encontrados nas residências, e destaca os bairros assistidos pelas USFs “Elysio Prado Moreira” e “Odair Aparecido Roque Botter”, já com ações de bloqueio.

“Pida” ressalta que pequenos cuidados podem acabar de vez com o ciclo de vida do vetor, e por fim em sua reprodução. “Precisamos controlar o mosquito, mas não aquele combate de apenas um dia por ano. Tem de ser assunto de rotina em nossas casas”, afirmou.

Entre as doenças que o mosquito Aedes Aegypti transmite, a dengue é a única que apresenta casos registrados em Pompeia, por isso, o alerta constante com relação a limpeza de terrenos, quintais e também na parte interna das residências. “Nós da Vigilância realizamos um trabalho contínuo de combate aos focos do mosquito, que inclui visitas domiciliares e monitoramento quinzenal de pontos considerados estratégicos. Neste trajeto, sempre pedimos para que os moradores olhem seus quintas e recolham resíduos que não estejam sendo reutilizados, acondicionando-os de maneira que não se tornem criadouros do mosquito, até que sejam coletados para destinação final”, acrescentou o diretor da Vigilância Sanitária, João Marcelo Destro “Shell”.

Os moradores também poderão comunicar diretamente ao setor a existência de lixo descartado irregularmente (ou em local impróprio) e de terrenos sujos. Para isso basta utilizar o telefone 3405-1510, mandando sua reclamação com endereço completo. A denúncia será anotada para que o setor responsável vistorie o local, notificando os infratores.

INSETICIDA

Vale ressaltar que a Vigilância Sanitária foi obrigada a suspender desde o ano passado a aplicação de inseticidas (como o Malathion) no combate ao mosquito Aedes Aegypti (transmissor da dengue, chikungunya e zika) devido à falta do produto, que não tem sido mais repassado aos municípios pelo Ministério da Saúde.

AÇÃO DE PREVENÇÃO

Verifique em sua casa:

– Lajes e calhas, tire folhas e tudo o que impeça o escoamento da água;

– Pneus velhos ou que não estão sendo utilizados devem ser guardados em locais secos e cobertos;

– Bordas de fontes e piscinas devem ser lavadas com escova semanalmente;

– Pratos de vasos de flores e de plantas devem ser preenchidos com areia;

– Garrafas e embalagens PET podem ser encaminhadas para a coleta seletiva ou guardadas de boca para baixo;

– Caixas d’água devem estar sempre bem tampadas;

– Coloque água sanitária em ralos e locais que possam ter água parada;

– O lixo deve ser colocado em sacos plásticos fechados e depositados em lixeiras, que também devem estar tampadas;

– Potes de água de animais domésticos devem ser lavados com água e sabão;

– Materiais de construção devem ser armazenados em ambientes cobertos e secos.

FONTE : PORTAL NC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *