Diretor da abertura das Olimpíadas é demitido por piada sobre o Holocausto

O diretor de show da cerimônia de abertura das Olimpíadas foi demitido na quinta-feira (22), um dia antes do início do evento esportivo.

Imagens de Kentaro Kobayashi dos anos 1990 emergiram recentemente nas quais ele parece estar fazendo piadas sobre o Holocausto.

A Ministra das Olimpíadas do Japão, Seiko Hashimoto, disse que o vídeo ridicularizou “fatos dolorosos da história”.

A demissão é a mais recente em uma série de escândalos que atingem os Jogos.

Ele ocorre dias após um compositor ter deixado a equipe de criação da cerimônia após ter emergido que ele havia cometido bullying contra colegas de classe com deficiência na escola.

Em março, o chefe de criação Hiroshi Sasaki renunciou após sugerir que a comediante plus-size Naomi Watanabe poderia aparecer como “Olympig”. Ele pediu desculpas depois.

E em fevereiro Yoshiro Mori foi forçado a renunciar como chefe do comitê organizador após ele ter feito comentários machistas.

O mais recente escândalo tem o ex-comediante Kobayashi fortemente criticado por uma cena que ele executou há 23 anos, em que ele e um outro ator fingem sem animadores de crianças.

Kobayashi se vira para seu colega, referindo-se a alguns bonecos de papel, dizendo que eles são “aqueles da época que você disse”, vamos brincar de Holocausto, de acordo com a agência de notícias AFP.

FONTE:PORTAL MIE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *