Eduardo Costa lembra época antes da fama em que família passou fome

Nem sempre a vida de Eduardo Costa foi de ostentação. No “Domingo Show” deste domingo (15), o sertanejo, de 40 anos, lembrou as dificuldades que enfrentou antes de se tornar um cantor famoso.

“Um dia eu cheguei em casa e minha mãe estava muito doente, deitada na cama, e vi minha irmã Sara, que tinha mais ou menos 1 ano e meio, com fome, comendo a terra. Foi a cena que mais marcou minha vida, eu nunca mais esqueci”, contou.

O artista explicou que o desejo de sair daquela situação foi uma motivação extra em sua trajetória. “Ali eu pensei: ‘Vou ter que trabalhar para ajudar esse povo’. Foi o que me deu força e garra para trabalhar e dar uma vida melhor para a minha família”, afirmou.

Eduardo ainda lembrou a época em que trabalhava carregando caminhão de verdura no Ceasa e chegou a ser expulso da casa de um tio com quem morava.

“Cheguei do serviço para jantar umas 22h. Mas, naquela época, as pessoas dormiam cedo, 21h30 já estavam na cama. Na hora que fui esquentar a comida, a tampa da panela caiu no chão e ele acordou. Ele ficou muito nervoso, disse que aquilo não era hora de fazer comida na casa dele e me mandou ir embora”, contou.

Sem dinheiro, ele encontrou apoio por acaso, mas se sentiu mal com o episódio. “Por sorte, um amigo me encontrou na rua, com a mala pendurada, e me chamou para dormir na casa dele. Foi uma humilhação muito grande que eu passei”, disse.

Hoje vivendo em uma situação financeira confortável, o cantor afirma que deseja um caminho diferente para a filha, Maria Eduarda, de 13 anos.

“Acho que mulher é muito mais criticada nesse meio. Além disso é muita responsabilidade. Eu não tenho estudo, fiz só até a quarta série [do Ensino Fundamental]. Quero que minha filha estude, siga por um caminho que não seja o meu”, disse.

FONTE : YAHOO BRASIL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *