Em apenas 4 jogos pelo MAC, atacante tem 3 assistências e 2 gols

Um dos principais nomes do Marília Atlético Clube (MAC) durante a pandemia é o atacante Orlando Junior, de 22 anos, que veio por empréstimo do Botafogo-PB e foi o último reforço a se apresentar para a disputa do Campeonato Paulista da Série A-3.

O jogador estreou na última rodada do estadual, diante do Barretos (entrando no 2º tempo) e foi titular nas três partidas realizadas da Copa Paulista. Até o momento, ele vestiu a camisa Alviceleste quatro vezes e tem dois gols marcados e três assistências.

Orlando Junior é o líder de assistências na temporada pelo Alviceleste, ao lado do volante Léo Couto e do atacante Carlos André, que atualmente está na Portuguesa.

“Estou muito feliz não só com esses números, mas pelo gol diante do Novorizontino (vitória por 2 a 1, fora de casa), pois foi o meu primeiro como profissional e jamais vou esquecer. Agradeço demais ao técnico Guilherme Alves, que tem me dado oportunidade, porque no Botafogo-PB eu não estava sendo utilizado, inclusive muitas das vezes tive que treinar separadamente do elenco”, lembrou o atacante.

Em sua estreia contra o Barretos, na vitória por 2 a 0, fora de casa, Orlando Junior entrou no segundo tempo e deu o passe para o gol de Léo Bahia. Na derrota de 4 a 3 para o Botafogo, ele também deu assistência para o zagueiro Geninho marcar de cabeça.

Diante do Novorizontino, anotou seu primeiro gol como profissional e na última rodada, placar de 4 a 3 sobre o Rio Preto, deu passe para o estreante Eric Di María abrir o placar e anotou o 2 a 0 no início da etapa final.

O artilheiro maqueano na temporada é Léo Bahia, com quatro gols e que foi para o futebol da Guatemala. “Acredito sim que posso ser artilheiro do Marília, se eu continuar nesse ritmo que estou. O importante é a confiança que o treinador passa para mim, para eu poder realizar o melhor trabalho possível. Sou muito grato ao MAC, pois é o clube que me abriu as portas”, comentou Orlando Junior.

Ao final da estreia na Copa Paulista, na derrota maqueana para o Botafogo, o técnico Guilherme Alves elogiou bastante o atleta e até pediu para a diretoria conversar com o jogador para uma renovação, pois seu vínculo com o Marília se encerra no próximo dia 1º.

“Eu ouvi essa entrevista e fiquei muito feliz. Meu contrato com o Botafogo-PB termina no dia 5 de dezembro e minha intenção é permanecer aqui. Ainda não fui chamado por nenhum dirigente, mas espero que possamos entrar em acordo” citou.

Antes de vir para o MAC, o atacante só havia atuado na Paraíba. Começou no Spartax, foi comprado pelo Botafogo e emprestado no primeiro semestre ao São Paulo Crystal. Porém, em sua terra natal só o chamavam de Junior ou Juninho. No Marília se tornou Orlando Junior. “Sem problemas quem me chamar de Junior ou Juninho, mas gosto do Orlando, pois é o nome do meu pai”, finalizou.

FONTE : JORNAL DA MANHÃ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *