Embrapa, WWF e UE lançam revista da Turma da Mônica contra desperdício

Com apoio de parceiros, a Embrapa lançou hoje (26 de novembro) em Brasília, uma revista em quadrinhos da Turma da Mônica e um guia didático para professores sobre consumo sustentável. Na cerimônia, o desenhista e escritor Maurício de Sousa esteve presente e aconteceu também a premiação de estudantes do Concurso de Inovação Horta & Escola.

As publicações educativas explicam os impactos negativos do desperdício de alimentos nas famílias e dão dicas de como substituir esse hábito por um consumo mais sustentável. A iniciativa faz parte de projeto apoiado pelos Diálogos Setoriais União Europeia – Brasil, liderado pela Embrapa, em parceria com o WWF-Brasil e colaboração do Instituto Maurício de Sousa.

“Ao longo de décadas e em parceria com várias instituições, a Embrapa tem atuado em melhoramento genético para aumentar a produção de alimentos em 10%, 15%. Mas poderia aumentar a disponibilidade em até 40%, no caso de frutas e hortaliças, por meio da redução de perdas pós-colheita e do desperdício no ponto de venda e junto ao consumidor”, diz o presidente Celso Moretti. Segundo ele, o ideal é atuar nas duas pontas, por isso a importância das parcerias proporcionadas pelos Diálogos Setoriais para enfrentar o problema do desperdício.

Para a analista do WWF-Brasil, Virgina Antonioli, “a Iniciativa #SemDesperdício vem trabalhando há três anos com o engajamento e mobilização da sociedade como um todo, e a parceria (com a UE e Instituto Mauricio de Souza) trouxe uma oportunidade de produzir materiais que dialogam também com o público mais jovem. Educando e sensibilizando esses jovens para que internalizem hábitos mais conscientes, desde cedo.”

Para o embaixador da União Europeia no Brasil, Ignacio Ybáñez, a iniciativa dá continuidade às ações conjuntas da UE e do Brasil contra o desperdício de alimentos, atende à necessidade de ampliar a conscientização entre os consumidores jovens no Brasil e tem perfeito alinhamento com o programa de economia circular da Comissão Europeia, a ser intensificado no âmbito do novo Acordo Verde Europeu, no contexto do uso sustentável dos recursos naturais e da luta contra as mudanças climáticas. “A iniciativa Diplomacia Climática de 2019 da UE se concentra em iniciativas para jovens, um público fundamental a ser educado para construirmos um futuro sustentável”, afirma.

As publicações terão tiragem impressa e serão disponibilizadas gratuitamente em formato digital. Para dar início à divulgação, dois dias de campo do programa Embrapa & Escola serão realizados em Rio Branco (AC) e Aracaju (SE), nos dias 22 e 28, respectivamente, quando também ocorre a fase final do Concurso de Inovação Horta & Escola, atividade coordenada pela Embrapa Hortaliças, com apoio dos Diálogos Setoriais.

Projeto
A Embrapa atua com parceiros em ações de educação para mudança comportamental de desperdício de alimentos por meio da iniciativa Sem Desperdício, lançada em 2016 pela Empresa, o WWF-Brasil e a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

O projeto apoiado pela UE está alinhado com essa campanha e foca na educação de jovens estudantes e professores dos ensinos fundamental e médio. Nascida como uma campanha de comunicação para conscientizar o público urbano sobre o desperdício de alimentos, #SemDesperdício despertou o interesse da Delegação da União Europeia no Brasil (Delbra). Por meio dos Diálogos Setoriais, atividades de pesquisa e de apoio a políticas públicas têm sido promovidas desde 2017.

No próximo ano, Embrapa e WWF-Brasil planejam novas ações para disseminar os conteúdos educativos das publicações que estão sendo lançadas. A iniciativa está alinhada com a meta 12.3 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que estabelece a redução pela metade das perdas e desperdício de alimentos até 2030.

Estudo
Pesquisa recente da Embrapa e da Fundação Getulio Vargas, viabilizada pelos Diálogos Setoriais, aponta que a família brasileira desperdiça, em média, 128 kg de alimentos por ano. Para o analista Gustavo Porpino, coordenador do projeto nos Diálogos Setoriais, reduzir o desperdício no final da cadeia demanda ações contínuas de educação. “O desperdício nas famílias é um hábito enraizado na cultura de consumo latina e, para termos impactos positivos, podemos começar educando nossos jovens e capacitando professores, que são importantes agentes no processo de mudança cultural”, destaca.

Premiação
Alunos dos ensinos fundamental, médio e técnico do DF e entorno foram convidados a participar do Concurso de Inovação Horta & Escola, a partir da formulação de propostas inovadoras sobre produção sustentável e estímulo ao consumo de hortaliças. A iniciativa está sendo desenvolvida em parceria com o CNPq e a Delbra.
Os projetos vencedores nos ensinos médio e técnico ganharão bolsas de iniciação científica. Já as propostas escolhidas no ensino fundamental receberão medalhas, certificados e livros.

O concurso promovido pela Embrapa Hortaliças integra a segunda edição da feira de ciência e tecnologia “Pesquisadores do Futuro: Inclusão de Crianças e Jovens do Distrito Federal e Entorno no Mundo da Ciência”, que será realizada entre os dias 25 e 29 na Sede.

FONTE : WWF BRASIL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *