Enfermeira que colocava soníferos em chá de colegas é condenada a 24 anos de prisão em Chiba

A enfermeira Aiko Hatano, de 72 anos, foi julgada pela Corte de Chiba nesta terça-feira (4) e acabou condenada a 24 anos de prisão pela morte de uma colega de trabalho e pelos ferimentos de outras cinco vítimas envolvidas em acidentes de trânsito.
De acordo com os laudos do processo, Hatano, que trabalhava em um lar de idosos na cidade de Inzai (Chiba), foi acusada de colocar sonífero no chá de colegas da instituição. Por causa disto, a japonesa Keiko Yamaoka, de 60 anos e que trabalhava na mesma instituição, acabou morrendo em um acidente de trânsito quando estava sob o efeito do remédio para dormir.
Entre 15 de maio e 8 de junho do ano passado, colegas da enfermeira sofreram acidentes de trânsito por influência dos soníferos, o que causou ferimentos e até perda de consciência em outras cinco pessoas envolvidas.
Hatano chegou a ser flagrada por colegas enquanto colocava algo em bebidas e disse na época que eram cápsulas nutritivas. Um funcionário chegou a tirar uma foto, que foi utilizada como prova pela investigação.
Na audiência, a enfermeira confessou ter colocado sonífero na bebida de colegas, mas negou ter tido intenção de provocar acidentes fatais, segundo reportagem divulgada pelo jornal Yomiuri. As razões para o crime não foram esclarecidas.
FONTE : ALTERNATIVA ON LINE
   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *