Enkyo lança pedra fundamental do projeto de expansão do Hospital Nipo-Brasileiro em 2020

Em movimentada solenidade que contou com a participação de autoridades dos setores político, econômico, empresariais, membros da Diretoria e   do Conselho de Administração, Superintendências, representantes da imprensa e colaboradores, a Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo (Enkyo) lançou, no último dia 11 de dezembro, a pedra fundamental do Projeto de Expansão das estruturas operacionais e de atendimento do Hospital Nipo-Brasileiro(HNB).
Dentre as autoridades oficiais especialmente convidadas, participaram dessa   solenidade, embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada; o cônsul geral do Japão em São Paulo, Yasushi Noguchi e o representante chefe da Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica), Hiroshi Sato, além do presidente da Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil, Toshifumi Murata; o presidente da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e Assistência Social (Bunkyo), Renato Ishikawa; o presidente da Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil (Kenren), Yasuo Yamada; o presidente da Aliança Cultural Brasil-Japão, Eduardo Yoshida; o presidente da Associação Pró-Excepcionais   Kodomo-No-Sono, André Korosue; o presidente da Assistência Social Dom José Gaspar – Ikoi-No-Sono, Sunao Sato; o presidente da Associação Beneficente Feminina Esperança – Fujinkai, Emico Kuramochi; o presidente da Federação dos Clubes Nipo-Brasileirtos de Anciões, Misao Ueno; representantes dos vereadores Aurélio Nomura, Masataka Ota, George Hato e Rodrigo H.Goulart; Almir Rocha, diretor do Bradesco; Simone Gomes de Gouveia, gerente de Contas, Nilvernes Eden de Souza, gerente de Contas e Patrícia Barros, gerente Regional do Bradesco.
Como representantes da Enkyo e da Comissão Administrativa do Hospital Nipo-Brasileiro, também estiveram presentes Akeo Uehara Yogui, diretor-presidente; Seichisti Saita, 1º diretor vice-presidente; Kenji Inoue, 2º diretor-vice-presidente; Akinori   Sonoda, 3º diretor vice-presidente; Jun Suzaki, 4º diretor vice-presidente; Sérgio Ocimoto Oda, 1º diretor-tesoureiro; e Marcelino Maezono, subsecretário geral.
Participaram também como representantes da Enkyo e do Conselho Deliberativo do Hospital Nipo-Brasileiro, Yoshiharu Kikuchi, Conselheiro Honorário; Shigenobu Gushiken, 5º diretor vice-presidente; Hirokazu Sasaki, diretor-secretário; Norio Sugimoto, 3º diretor-executivo; Kunihiko Yoshikawa, diretor; e Tadao Yamashita, ex-vice-presidente, além de diversos representantes da comunidade nikkei do Peru.
O corpo diretor do Hospital Nipo-Brasileiro contou a presença do Dr. Walter Amauchi, superintendente geral; Dr. Sérgio Okamoto, superintendente técnico; Dr. Carlos Alberto Kendy Kumagai, superintendente clínico; Marcos Takano, superintendente administrativo-financeiro; Gilmara Nogueira Távora, superintendente de enfermagem; Carlos Bestwina, superintendente de T.I; e os gerentes-médicos, Dr. Antonio Lucas e Dr. Rodrigo Borsari.

Da esq. para a dir. Hiroshi Sato, Akeo Yogui, embaixador Yamada, cônsul Noguchi e Renato Ishikawa (Jiro Mochizuki)

Solenidade – Abrindo a solenidade de lançamento da pedra fundamental da nova unidade, que teve como mestre de cerimônia Jun Suzaki, 4º vice-presidente da Enkyo, a gerente de Hotelaria Enfª Cláudia Rodrigues Santos, falou em nome dos colaboradores, destacando o respeito e o equilíbrio como marca do atendimento humanizado oferecido historicamente pelo Hospital Nipo-Brasileiro e o alto nível de comprometimento de todos no esforço de superação de desafios presentes e futuros.
Na sequência, falando em nome de todo o corpo clínico, Dr. Mauro Sakyama, destacou a condição do Hospital Nipo-Brasileiro como um corpo vivo, dinâmico e totalmente integrado que, com eficácia eficiência, prioriza seus objetivos na busca e conquista de uma maior fidelização, segurança e conforto de seus pacientes: “Assim como uma andorinha só não faz o verão, o corpo de colaboradores opera em perfeita sinergia e   sintonia com esses objetivos que consagram cada vez mais a qualidade dos serviços e do atendimento que constituem hoje, sem dúvida alguma, o grande diferencial do Hospital Nipo-Brasileiro”, enfatizou ele.
Fazendo uma retrospectiva histórica da fundação do Hospital Nipo-Brasileiro, o Superintendente Geral, Dr. Walter Amauchi, destacou os fortes laços culturais e de origem que marcam as relações entre o Brasil e o Japão, desde a vinda pioneira dos 781 imigrantes japoneses   a bordo do emblemático navio Kasato Marú, em 18 de junho de 1908, até os dias atuais.
Segundo ele, o projeto de construção do Hospital Nipo-Brasileiro somente tornou-se realidade, graças à união de esforços da comunidade Nikkei brasileira e, principalmente, ao apoio material e financeiro das entidades de fomento   do governo japonês no Brasil, em especial, a JICA.

Walter Amauchi, superintendente geral (Jiro Mochizuki)

Nova torre – Na sequência, Dr. Walter Amauchi apresentou sob a forma   de um time line, toda evolução estrutural e operacional do Hospital Nipo-Brasileiro, que completou 30 anos de atividades em 2018, até o momento atual, quando então ele apresentou a maquete do projeto da nova torre a ser erguida até 2022.
Concebido   como um novo prédio de seis (6) andares a ser concluído em 2022 no terreno anexo à atual estrutura, à Rua Soldado João Pereira da Silva, Parque Novo Mundo, São Paulo-SP, essa nova unidade física   praticamente aumentará em cerca de   50% a capacidade de atendimento do Hospital Nipo-Brasileiro, que passará a oferecer um total de 344 leitos operacionais.
Atualmente, segundo Dr. Walter Amauchi, o Hospital Nipo-Brasileiro oferece a seus clientes e usuários 243 leitos divididos em apartamentos e enfermarias; 2 UTI’s   Geral, 1 UTI Neonatal e 1 UTI Coronariana; 1 Centro Cirúrgico com 9 salas dotadas com os mais modernos equipamentos e sistemas de gestão e controle operacional; 1 Centro de Trauma; 1 Centro da Mulher, dotado de mamógrafo digital; 1 Centro de Cuidados em AVC; 1 Núcleo de Saúde Integrativa; 55 consultórios ambulatoriais; 18 consultórios de Pronto Atendimento; Serviços Médico-hospitalares em mais de 30 especialidades; 23 leitos de UTI, 10 leitos de UCO; 17 leitos para neonatologia; e, em especial, um complexo de serviços de Maternidade, Pediatria e Berçário, considerados hoje uma referência nacional entro do Programa Parto Adequado implantado pelo Ministério da Saúde, com o objetivo de estimular o parto natural.

Dr. Mauro Sakiyama falou em nome dos médicos da Enkyo (Jiro Mochizuki)

E finalizando, Dr. Walter Amauchi destacou a importância do intercâmbio permanente do   Hospital Nipo-Brasileiro com hospitais e universidades japonesas que, inclusive, tem possibilitado a vinda de grandes especialistas japoneses nas diversas especialidades médicas como, por exemplo, na área de endoscopia avançada. Da mesma forma, destacou as conquistas em relação aos selos e certificações de qualidade tanto em nível nacional (ONA) quanto internacional (QMENTUM), bem como, a diferenciada presença da entidade no ranking da ANAHP – Associação Nacional de Hospitais Privados.

Akeo Yogui, presidente da Enkyo (Jiro Mochizuki)

Expansão – Atendendo o roteiro do cerimonial, o diretor-presidente da Enkyo, entidade mantenedora do Hospital Nipo-Brasileiro, Akeo Uehara Yogui, expressou os sinceros agradecimentos à presença de todas as autoridades presentes na solenidade, em especial, do embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, e do cônsul geral do Japão em São Paulo, Yasushi Noguchi.
Classificando o Projeto de Expansão do Hospital Nipo-Brasileiro como absolutamente necessário para atender a crescente demanda por serviços de saúde junto a toda comunidade nikkei de São Paulo, confirmou a previsão de conclusão das obras   previstas para 2022.
Citando a crescente verticalização dos serviços de saúde em todo país, Akeo Uehara Yogui destacou a necessidade de contínuos investimentos no processo de modernização do Hospital Nipo-Brasileiro, como um desafio permanente para atender com tecnologia, segurança e qualidade, a saúde dos pacientes.

Renato Ishikawa, presidente do Bunkyo (Jiro Mochizuki)

Cumprimentando a Enkyo pela importante e decisiva iniciativa expressa pelo projeto de expansão do Hospital Nipo-Brasileiro, o presidente do Bunkyo e do Hospital Santa Cruz, Renato Ishikawa, ratificou o diagnóstico do setor da saúde apresentado por Akeo Uehara Yogui, alertando sobre o contínuo assédio promovido pelos grupos operadores de planos de saúde no país, que vem contribuindo negativamente no processo de verticalização que ameaça o poder de competição das pequenas e médias instituições médico-hospitalares.

Hiroshi Sato, representante da Jica (Jiro Mochizuki)

Hiroshi Sato, representante chefe da Jica, reiterou a importância da participação da entidade, que cedeu o terreno onde ele acabou erguido e inaugurado em 1988, como parte das comemorações dos 80 anos da imigração japonesa no Brasil. E finalizando, Hiroshi Sato manifestou o orgulho da Jica de ter participado dessa parceria que muito contribui para a saúde da comunidade nikkei de todo o país.

Embaixador do Japão, Akira Yamada (Jiro Mochizuki)

Last but not least, o embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, em seu breve discurso lembrou a todos os presentes que esta solenidade representava a segunda e grata presença no Hospital Nipo-Brasileiro, cuja qualidade de serviços é hoje reconhecida, para orgulho de toda comunidade nikkei , como uma das melhores do país, conforme já indicado nos rankings das principais publicações de economia e negócios brasileiras.

Pedra fundamental – Na sequência, o embaixador Akira Yamada e o cônsul geral do Japão em São Paulo, Yasushi Noguchi, foram convidados por Akeo Uehara Yogui, para a solenidade oficial de lançamento da pedra fundamental do Projeto de Expansão do Hospital Nipo-Brasileiro, em cuja cápsula, estão depositados um exemplar do livro “Memória de 30 Anos do Hospital Nipo-Brasileiro – 1988-2018”, um Perfil Institucional e um Relatório de Atividades de 2018, da Enkyo; e um exemplar da edição de 11 de dezembro de 2019, do jornal “O Estado de S. Paulo”.
E finalizando a solenidade, Yoshiharu Kikuchi foi convidado para conduzir a típica e tradicional saudação japonesa decelebração, num brinde coletivo partilhado por todas as autoridades, convidados, diretores, superintendentes, gerentes e colaboradores presentes que, em uníssono, festejaram coom um “Kanpai”.

FONTE : JORNAL NIPPAK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *