Equipes da Saúde conscientizam contra hanseníase em salas de espera

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde, alerta sobre a importância da luta contra a hanseníase. A ação faz parte da campanha “Janeiro Roxo”, que visa conscientizar a população sobre os perigos da doença. O trabalho mobilizará equipes da saúde, que intensificarão o alerta e conversarão com pacientes em salas de espera de todas as unidades de saúde do município.

            O Dia Mundial de Combate à Hanseníase, que é no último domingo do mês, foi estabelecido em 2016 pelo Ministério da Saúde, com o objetivo de tornar a conscientização sobre a doença infecciosa ainda mais ampla, atingindo os departamentos de saúde de todos os municípios.

            A enfermeira do setor de Vigilância em Saúde, Joselaine Pio Rocha, falou que a conscientização sobre a doença é de extrema importância e que é realizada durante todo o ano, mas será reforçada durante o mês de combate à doença, para que toda a população fique ciente sobre os problemas que a doença pode acarretar.

            “É essencial que a população tenha conhecimento sobre a doença. Muitos mitos sobre a hanseníase ainda confundem as pessoas, dificultando tanto a prevenção quanto o tratamento. Por isso, é importante que os profissionais da saúde também estejam capacitados para melhor informar a população”, disse.

            A enfermeira explicou que os setores de saúde do município são capacitados e devidamente equipados para melhor atender aqueles que tiverem qualquer tipo de dúvida a respeito da doença e que nas salas de esperas, será divulgado tudo sobre os sinais e sintomas.

            “Temos em nosso município serviços de saúde como postos de atendimento, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), a Santa Casa e o Hospital São Francisco, que podem atender e auxiliar todos em relação à doença. Pedimos que aqueles que tenham qualquer tipo de dúvida em relação aos sintomas, tratamentos e outras informações, procurem essas unidades, lá poderemos auxiliar da melhor forma a todos”, contou.

            O secretário municipal de Saúde, César Donadelli, ainda lembrou que no município, os casos positivos de hanseníase são encaminhados para o médico responsável, Miguel Ângelo De Marchi e a enfermeira do Centro de Saúde, Janaína Leal.

            Donadelli destacou ainda que foi elaborado um Plano Municipal de Hanseníase que será apresentado às equipes de saúde para acelerar os atendimentos. “A capacitação das equipes de saúde é muito importante. Além de agilizar o diagnóstico, poderá melhorar o fluxo de acompanhamento dos casos positivos”, acrescentou.

Hanseníase

A Hanseníase é causada pela Mycobacterium Leprae e é transmitido por meio de contato direto e prolongado com o doente sem tratamento. A transmissão ocorre, normalmente, pelas vias aéreas superiores.

Entre os sintomas principais estão manchas na pele com alterações de cor e de sensibilidade, dormência, queda de pelos e comprometimento de nervos periféricos. Se não for tratada, a hanseníase pode causar sequelas, além de continuar sendo transmitida aos contatos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *