Ex-executivo da TEPCO pede desculpas em audiência

Um ex-executivo da Companhia de Energia Elétrica de Tóquio foi interrogado por um tribunal na capital japonesa em um julgamento sobre o acidente nuclear de 2011 na usina Fukushima 1. Ele pediu desculpas no início de seu depoimento.

A Corte Distrital de Tóquio iniciou o interrogatório no processo criminal de três ex-executivos da TEPCO na terça-feira. O ex-vice-presidente Sakae Muto foi o primeiro a responder aos questionamentos. Ele disse que muitas pessoas perderam suas vidas, famílias e lares, e que lamenta profundamente ter causado problemas indescritíveis.

Pela manhã, os advogados de defesa fizeram perguntas a respeito da conscientização sobre segurança na usina nuclear.

Essa é a 30ª audiência realizada pelo tribunal deste que o julgamento teve início em junho do ano passado. Muto será interrogado também na quarta-feira.

Junto com Muto, o ex-presidente do conselho de administração da TEPCO, Tsunehisa Katsumata, e o ex-vice-presidente Ichiro Takekuro são acusados de negligência profissional resultando em morte. Eles negam as acusações sob o fundamento de que não poderiam ter antecipado o enorme tsunami e o acidente que se seguiu.

Depoimentos em audiências passadas do caso revelam que a empresa deixou de adotar medidas para garantir a segurança da usina mesmo após tomar conhecimento da possibilidade de um tsunami de 15,7 metros de altura atingir a instalação.

As atenções estão voltadas para como os acusados vão explicar a ausência dessas medidas apesar de terem sido informados da possibilidade três anos antes do desastre, e como vão justificar seu argumento de que não poderiam ter previsto o tsunami.

FONTE : NHK PORTUGUES

  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *