Ferreira Eterno! Morre técnico de um título e dois acessos pelo MAC

Um dos maiores técnicos da história do Marília Atlético Clube (MAC), Luiz Carlos Ferreira, de 71 anos, morreu em casa no último domingo (dia 13), em Leme. Apelidado de “Rei do Acesso”, o treinador vinha sofrendo com um câncer na cabeça e após uma cirurgia realizada há dois anos, a doença voltou nos últimos meses e ele estava lutando contra a enfermidade. O sepultamento aconteceu ontem à tarde (14).

Nascido em São José do Rio Preto, “Ferreirão” conquistou dois acessos pelo Alviceleste e é ao lado de Luís dos Reis, o técnico que mais subiu o clube na história. Ambos os feitos aconteceram em 2002, em sua primeira das três passagens pelo Marília.

Ele foi contratado para o segundo jogo da final do Campeonato Paulista da Série A-2, contra a Francana, que havia vencido o duelo de ida por 2 a 0. Na partida de volta, no estádio Bento de Abreu, o MAC necessitava vencer por três gols de diferença e conseguiu o resultado (3 a 0), levantando o troféu de campeão.

No segundo semestre de 2002, Luiz Carlos Ferreira levou o MAC ao acesso no Campeonato Brasileiro da Série C, sendo vice-campeão. Nessa primeira passagem foram 22 jogos. A segunda passagem começou em setembro de 2003.

Contratado para a vaga de Paulo Comelli, Ferreirão assumiu o comando do time na última rodada da 1ª fase do Brasileiro da Série B. O treinador levou o clube até o quadrangular final com Sport-PE, Palmeiras e Botafogo-RJ. Esses dois últimos acabaram ficando com as vagas de acesso. Foram 12 jogos sob seu comando.

A terceira e última passagem do “Rei do Acesso” pelo MAC aconteceu no Paulista da Série A-3 de 2018 e foi a mais curta, com nove partidas. Aliás, esse foi o último trabalho da carreira de Luiz Carlos Ferreira. Ele comandou o clube na saída de Jorge Rauli, mas não conseguiu bons resultados e após a quarta derrota consecutivo (3 a 2 para o Capivariano), acabou demitido.

No total, foram 43 jogos como treinador maqueano, sendo o terceiro com maior número de partidas neste século – só atrás de Jorge Rauli (60) e Guilherme Alves (44). O último acesso de Ferreira na carreira foi com a Matonense, sendo campeão do Paulista da 4ª Divisão de 2013.

FONTE : JORNAL DA MANHÃ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *