Funcionários públicos desviaram ¥43 milhões do seikatsu hogo

Na segunda-feira (25), um representante da subprefeitura de Kita, da capital japonesa, informou que foram descobertos desvios da verba do benefício de bem-estar, o seikatsu hogo, por dois funcionários. Um deles já teve demissão disciplinar e em outro ainda será aplicada outra medida. Também anunciou a redução de salário de outros 10 funcionários públicos de carreira.

Um dos demitidos, na faixa dos 40 anos, do Departamento de Saúde e Bem-Estar, teria obtido ilegalmente cerca de 30 milhões de ienes referentes a 7 beneficiários que já morreram.

Outro, na faixa dos 60 anos, teria obtido vantagem usando um nome de terceiros, de conhecido, para receber o seikatsu hogo. A soma chega a 13 milhões de ienes. Como esse já está aposentado, a subprefeitura irá solicitar o reembolso.

Tribunal e mudanças na lei para redução de salários

Os dois casos foram descobertos em março deste ano quando da organização dos documentos da mesa deles. Ainda se encontra sob investigação o motivo dos desvios e como usaram o dinheiro.

Além de demitido, o funcionário na faixa dos 40 anos foi denunciado na delegacia de Oji e irá responder em tribunal. E o de 60 anos também será processado.

As chefias do departamento receberam uma reprimenda de redução do salário de um mês, em 1/10.

A subprefeitura criou uma comissão de estudo para prevenção de recorrência de casos como esses.

Além disso, irá apresentar um projeto de decreto-lei na câmara para a redução dos salários do subprefeito, do seu vice e também do diretor de treinamento, para evitar recorrência.

FONTE : PORTAL MIE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *