Governo de várias províncias do Japão estão em alerta para situação em Tóquio e pedem cuidado as pessoas que vão para a capital

O governo de várias províncias do Japão estão em alerta para o aumento no número de casos de COVID-19 em Tóquio.

A principal prefeitura do Japão teve o segundo dia seguido acima dos 100 casos. As províncias que estão mais atentas a situação de Tóquio são as que fazem fronteira, como Saitama, Kanagawa e Chiba.

O governador de Saitama, Motohiro Ono, disse em entrevista à imprensa que o governo de Saitama está em alerta com a situação em Tóquio, uma vez que as duas províncias estão muito ligadas, não somente pelos limites geográficos,mas também econômicos.

A região de Ikebukuro, a porta de entrada de pessoas de Saitama em Tóquio, está sendo observada pelo governo de Saitama. A ida de cidadãos de Saitama para o bairro durante a noite é vista com desconfiança e o governo local pediu para seus cidadãos tomarem cuidado ao irem para Tóquio, seja à trabalho, compras ou diversão.

Já o governador de Kanagawa, Yuji Kuroiwa, afirmou estar preocupado com a situação em Tóquio. O drama de Kanagawa é maior que o de Saitama, uma vez que cidades das duas províncias estão praticamente interligadas, sem qualquer trecho despovoado entre as duas regiões. Por outro lado, o governador de Kanagawa não pediu aos cidadãos da província para evitarem frequentar os bairros de vida noturna agitada de Tóquio.

O governador de Chiba, Kensaku Morita, por sua vez, disse que a situação em Chiba nunca ficará calma, enquanto a grande Tóquio estiver passando por problemas com a COVID-19. Ele prometeu fazer o que tiver que ser feito para manter  a situação em Chiba estável.

Morita pediu que cada cidadão deve ter consciência e pensar sobre ir ou não para Tóquio, sem esperar ordens de autoridades locais ou do governo central. Por outro lado, ele também não vê a necessidade de emitir qualquer sinal de alerta diante da situação.

E não somente as províncias vizinhas à Tóquio, mas outras mais afastadas da capital estão pedindo para seus cidadãos evitarem ir para Tóquio. É o caso do governador de Mie, Naomichi Suzuki, que não impediu a ida de pessoas à capital, mas recomendou que todos tenham cuidado e mantenham todos os cuidados necessários para evitar uma contaminação.

Ele também pediu para que as pessoas não frequentem restaurantes e bares na capital japonesa, além de recomendar que só vá para Tóquio quem realmente precisa ir.

O mesmo vale para os governos de Tottori e Nagasaki que repetiram as opiniões das outras províncias e não recomendam a ida para Tóquio, especialmente os bairros de vida noturna, como Kabuki-cho.

FONTE : IPC DIGITAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *