Governo do Japão descarta início imediato de novo Estado de Emergência

O secretário-chefe do Gabinete do Japão, Suga Yoshihide, afirmou que o governo não planeja declarar imediatamente um novo Estado de Emergência, apesar de um aumento no número de casos em Tóquio.

Durante entrevista concedida a repórteres nesta segunda-feira, Suga disse que o número de casos confirmados recentemente se deve, principalmente em Tóquio, a uma melhora na aplicação dos testes em pessoas que possam ter entrado em contato próximo com indivíduos contaminados.

Tóquio registrou 60 novos casos no domingo. Cerca de um terço dessas pessoas havia tido contato próximo com indivíduos que tiveram a contaminação pelo vírus confirmada. Para os outros dois terços, a rota de contaminação é desconhecida.

Autoridades de Tóquio também relatam que cerca de metade das 60 pessoas são empregados ou clientes de bares e outros estabelecimentos de entretenimento noturnos.

O número total de infecções registradas até domingo subiu para 6.113.

Segundo Suga, a situação ainda não requer que um novo Estado de Emergência seja declarado imediatamente, nem que se peça que as pessoas deixem de transitar entre províncias.

O secretário-chefe disse que o governo irá tentar prevenir contra a disseminação do vírus ao mesmo tempo em que permite a continuação de atividades sociais e econômicas. Este objetivo será realizado através da manutenção de uma cooperação próxima com governos locais e do monitoramento da situação de contaminação em cada região.

Quando questionado sobre a perspectiva para o verão, Suga respondeu que não se havia chegado ainda a nenhum consenso sobre o efeito das altas temperaturas na taxa de transmissão do vírus.

Suga disse ainda que o governo fará o máximo possível para se preparar para uma possível segunda onda de infecções.

FONTE : NHK PORTUGUÊS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *