Governo inicia inspeção de 3 dias na JAL

Nas primeiras horas da manhã de terça-feira (27) oficiais do Ministério da Terra, Infraestrutura e Transportes entraram no escritório da JAL-Japan Airlines, no Aeroporto Internacional de Tóquio, conhecido como Haneda, em Ota-ku.

Durante 3 dias a JAL terá a presença da equipe, inclusive na matriz, em Shinagawa, na capital.

É uma das medidas depois de ter recebido o relatório da ocorrência da prisão de um copiloto da companhia aérea, em 16 deste mês. Foi preso pelas autoridades britânicas, antes do embarque, por estar alcoolizado, em 28 do mês anterior.

Depois da equipe conferir o caso o ministério analisará se cabe uma sanção administrativa.

ANA e Skymark na mira

O ministério soube através do relatório, do reconhecimento por parte da companhia aérea do uso do aparelho detector simplificado. Esse não pôde detectar o estado etílico do copiloto. Como uma das medidas adotadas pela JAL, no exterior passou-se a usar o aparelho de precisão, o mesmo adotado no arquipélago japonês.

Nessa inspeção local, o ministério está ouvindo 2 pilotos que testemunharam o teste do álcool do copiloto, na ocasião.

O ministério considera inspecionar também, em breve, uma subsidiária da ANA-All Nippon Airways e a Skymark Airlines. Elas amargaram o mesmo problema da JAL e enviaram relatório sobre pilotos alcoolizados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *