Governo japonês define novos detalhes da sucessão imperial

O governo japonês tomou mais decisões sobre as linhas gerais das cerimônias para sucessão imperial que serão realizadas neste ano.

Uma comissão governamental encarregada dos preparativos da sucessão se reuniu na quinta-feira para debater planos referentes a uma série de eventos que serão realizados como atos cerimoniais de estado pelo Imperador, conforme determinado pela Constituição.

A comissão decidiu que a cerimônia de abdicação, chamada de Taiirei-Seiden-no-Gi, será realizada das 17h às 17h10 no dia 30 de abril no salão Matsu-no-Ma do Palácio Imperial. A cerimônia será a primeira desse tipo desde que o Japão se tornou uma monarquia constitucional.

Entre as cerimônias relacionadas à ascensão está a Kenji-to-Shokei-no-Gi, na qual o novo imperador herdará as Insígnias Imperiais e o Selo Privado e de Estado, que será realizada às 10h30 da manhã do dia 1º de maio. Mais tarde, no mesmo dia, a partir das 11h10 da manhã, o Imperador vai realizar sua primeira audiência após sua ascensão com representantes do povo na cerimônia Sokui-go-Choken-no-Gi.

Apenas homens adultos membros da família imperial poderão acompanhar o novo imperador na Kenji-to-Shokei-no-Gi, da mesma maneira que nas sucessões anteriores. Entretanto, foi decidido que 26 pessoas vão assistir a cerimônia, incluindo o premiê e seus ministros. Isso significa que uma mulher deve estar presente pela primeira vez.

FONTE : NHK PORTUGUÊS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *