Inspeções revelam jornadas de trabalho ilegalmente longas no Japão

O Ministério do Trabalho do Japão informa que funcionários de aproximadamente metade das empresas inspecionadas por equipes da pasta foram ordenados a cumprir jornadas de trabalho ilegalmente longas.

As inspeções foram feitas em 25.676 firmas do país no período de 12 meses encerrado em março. Entre as empresas estavam algumas nas quais foram registradas mortes por excesso de trabalho.

Os inspetores do ministério constataram que funcionários de 45,1% das companhias tiveram de trabalhar jornadas ilegalmente longas, excedendo limites de acordos firmados entre trabalhadores e patrões.

Em 74% dos locais, os funcionários cumpriram mais de 80 horas extras por mês. Acredita-se que haja riscos à saúde quando este total ultrapassa 80 horas.

Num dos piores casos constatados pela pasta, o total mensal chegou a 310 horas extras.

Uma nova lei promulgada em junho no Japão prevê punição a empresas que excederem limites de jornadas de trabalho. A lei entrará em vigor em abril para grandes firmas e 12 meses depois para médias e pequenas empresas.

FONTE : NHK PORTUGUÊS
  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *