Japão detecta vírus de febre suína africana em salsicha trazida da China

O Japão encontrou vírus de febre suína africana em salsichas que foram trazidas ao país por um estrangeiro vindo de Pequim no começo deste mês, informou o Ministério da Agricultura japonês na terça-feira (23).
O incidente ocorre em meio a preocupações crescentes sobre a propagação da infecção mortal na Ásia.
A China registrou mais de 40 surtos da doença em 11 províncias e municípios desde a descoberta do primeiro caso, em agosto, levando ao abate de cerca de 200 mil animais.
A salsicha foi coletada de um estrangeiro que chegou ao Novo Aeroporto de Chitose, em Hokkaido, em 1º de outubro. Testes genéticos em uma estação de quarentena de animais detectaram a doença em amostras do produto na última sexta-feira, segundo o ministério.
Trazer carne de porco e produtos suínos da China é proibido no Japão. A salsicha veio em uma embalagem a vácuo de um quilo e meio e aparentemente passou por um processo de higienização, sugerindo que há poucas chances de ser contagiosa, disse um funcionário do ministério.
Mas o governo ainda está investigando o caso em uma instituição de pesquisa em Tóquio, disse a autoridade. Não ficou claro onde a salsicha foi feita.
Houve dois casos semelhantes em que a peste suína africana foi encontrada em produtos de gado trazidos por viajantes da China na Coreia do Sul, disse o ministério.
Após o primeiro surto da doença na China, o Japão reforçou as operações de quarentena nos aeroportos e portos marítimos, especialmente para os viajantes de áreas onde a infecção foi encontrada. Desde a última sexta-feira, Pequim foi adicionada à lista das áreas visadas, disse o funcionário.
FONTE : ALTERNATIVA ON LINE
  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *