Japão registra 1.301 casos de coronavírus e tem recorde pelo 2º dia seguido

O Japão registrou 1.301 novos casos de coronavírus na quinta-feira (30), marcando o segundo dia seguido de recorde, depois de ter relatado 1.264 infecções na quarta-feira, informou a emissora NHK.

Em Tóquio, o número de casos de coronavírus continua a aumentar, atingindo o maior recorde até agora, com 367 infecções registradas na quinta-feira.
Outras províncias que registraram mais casos foram Osaka (190), Aichi (160), Fukuoka (121), Kanagawa (76) e Saitama (57).

Em reunião com especialistas, a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, pediu que a população e as empresas façam todo e qualquer esforço para prevenir o contágio. Ela disse: “Gostaria de pedir aos cidadãos que evitem sair e frequentar bairros de entretenimento ou jantar fora.”

O governo japonês afirma que agora não é o momento para declarar um novo estado de emergência. O secretário-chefe do gabinete, Yoshihide Suga, acrescentou que muitas das novas infecções ocorreram entre jovens e que há menos casos graves.

No total, mais de 34,8 mil casos foram confirmados no Japão, com 1.007 mortes até agora, sem contar os passageiros e tripulantes do navio de cruzeiro Diamond Princess.
TestesA Associação Médica de Tóquio planeja aumentar o número de locais de exame do novo coronavírus na capital dos cerca de 300 atuais para 1,4 mil.

Até agora a entidade havia estabelecido cerca de 300 locais de exame de Reação em Cadeia da Polimerase (PCR). Entre os locais, estão instituições médico-hospitalares e centros operados conjuntamente por associações médicas distritais ou municipais e governos locais.

Dirigentes da associação informaram que, em determinados dias deste mês, alguns locais têm tido procura maior do que sua capacidade diária e, em consequência, ocorrem atrasos nos exames.

Para atender à crescente demanda, a entidade quer aumentar a abrangência dos exames para até 1,4 mil locais por meio da criação de mais centros de testes, assim como aumentar o número de instituições que realizam o exame de PCR por coleta de saliva.

FONTE : ALTERNATIVA ON LINE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *