Japoneses usam máscara porque todos fazem isso, e não para proteção mútua, mostra pesquisa

 A conformidade com as normas sociais é o principal motivo para os japoneses usarem máscaras faciais durante a nova pandemia de coronavírus, mostraram resultados de uma recente pesquisa, descartando o motivo frequentemente alardeado de que os usuários as estão colocando para proteção mútua.

Segundo a agência de notícias Kyodo, uma equipe de psicólogos liderada por Kazuya Nakayachi, um professor da Universidade Doshisha, entrevistou 1.000 pessoas sobre o uso de máscaras e sua eficácia com base em uma escala de avaliação de cinco pontos, e descobriu que o principal motivo para usar máscaras era porque todo mundo estava fazendo isso.

Com suas descobertas, a equipe exortou os formuladores de políticas de saúde pública a “considerar as motivações sociais ao implementar estratégias públicas” para combater o vírus.

Na pesquisa, os participantes responderam de um para “nada” a cinco para “muito” para determinar com que intensidade vários motivos os levariam a usar máscaras.
A força da correlação foi então convertida em uma escala numérica de zero a um, com zero indicando nenhuma correlação.

Conformar-se com o comportamento de outras pessoas teve a maior escala de correlação de 0,44, enquanto o alívio da ansiedade ficou em segundo lugar com 0,16.

Proteger usuários de serem infectados e evitar que infectem outras pessoas, conforme sugerido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), era quase zero, mostrando quase nenhuma correlação com a decisão de usar máscara.

Embora as máscaras tenham se tornado amplamente estabelecidas como forma de etiqueta no Japão, ainda existem algumas medidas sob o apelo do governo para um “novo estilo de vida” na era do coronavírus que o público desconhece.

Nakayachi disse que aumentar a pressão para se conformar é uma forma eficaz de os formuladores de políticas levarem as pessoas a agirem favoravelmente. Mas ele também alertou contra os exageros e a construção de uma “sociedade restritiva e sob vigilância”.

FONTE : ALTERNATIVA ON LINE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *