JBS dos EUA diz que acusação de não proteger empregados da Covid-19 é “sem mérito”

JBS USA afirmou neste domingo (13), em nota, que é “totalmente sem mérito” a citação do Departamento de Trabalho dos Estados Unidos à empresa por não proteger seus funcionários da exposição à covid-19. A JBS USA afirmou que cada medida proposta na citação da Administração de Segurança e Saúde Ocupacional (Osha) “foi implementada meses atrás na unidade de Greeley”.

A Osha, ligada ao Departamento de Trabalho, propôs US$ 15.615,00 em penalidades, conforme documento publicado nesta sexta-feira (11). De acordo com a JBS USA, foram implementadas centenas de medidas para proteger os empregados, como triagem antes da entrada nas instalações, horários de início e intervalos escalonados, exigência de uso de máscaras e protetores faciais, instalação de barreiras físicas, tecnologias de limpeza de ar germicida por UV e ionização bipolar de plasma para neutralizar o vírus.

A JBS diz também que afastou todos os funcionários de grupos de risco das instalações com remuneração e benefícios integrais. “Além disso, realizamos testes randomizados de rotina em colaboradores assintomáticos, o que resultou em zero caso positivo até o momento, para garantir que nossas medidas preventivas permaneçam eficazes enquanto a pandemia continua”, disse no comunicado.

A empresa declarou ainda que, “ao contrário das alegações da citação”, a instalação de Greeley está em “total conformidade com todas as orientações para redução de risco recomendadas”. Segundo a JBS USA, a instalação foi auditada e revisada por vários profissionais de saúde e especialistas do governo.

Leia a íntegra da nota da JBS USA:

“A JBS USA considera que a citação da OSHA (Occupational Safety and Health Administration) é totalmente sem mérito. Ela tenta impor um padrão que não existia em março, quando enfrentamos a pandemia sem qualquer orientação. Quando a OSHA finalmente forneceu orientação no final de abril, um mês após o início do período abrangido pela citação, nossas medidas preventivas implementadas anteriormente já excediam amplamente qualquer uma das suas recomendações. Cada medida proposta na citação foi implementada meses atrás na unidade de Greeley. Os apontamentos da OSHA teriam sido informativos em fevereiro. Hoje, eles não atendem nem aos nossos padrões internos.

Implementamos centenas de medidas para proteger nossa força de trabalho, incluindo a triagem de todos os funcionários antes de entrar nas instalações, horários de início e intervalos escalonados, exigindo o uso de máscaras e protetores faciais, erguendo barreiras físicas, instalando tecnologias de limpeza de ar germicida por UV e ionização bipolar de plasma para neutralizar o vírus, além de afastar todos os grupos de risco das nossas instalações com remuneração e benefícios integrais. Além disso, realizamos testes randomizados de rotina em colaboradores assintomáticos, o que resultou em zero caos positivos até o momento, para garantir que nossas medidas preventivas permaneçam eficazes enquanto a pandemia continua.

Ao contrário das alegações da citação, a instalação de Greeley está em total conformidade com todas as orientações para redução de risco recomendadas. A instalação foi auditada e revisada por vários profissionais de saúde e especialistas do governo, incluindo o CDC, departamentos de saúde local e estadual, epidemiologistas terceirizados, e pelo Instituto Nacional de Segurança e Saúde Ocupacional, que visitou a fábrica duas vezes durante período da citação, e emitiu pareceres favoráveis à Companhia em 20 de abril e 8 de maio.

A instalação de Greeley teve apenas 14 casos positivos confirmados nos últimos três meses e meio, representando 0,4% de nossa força de trabalho em Greeley, apesar de um surto contínuo na comunidade. A unidade não teve um caso positivo em quase sete semanas, apesar de mais de 1.730 positivos no condado e mais de 33.300 casos positivos no estado durante o mesmo período.”

FONTE : INFOMONEY

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *