Ludmilla fala sobre ataques racistas: ‘Não vou me esconder. Continuarei denunciando’

Ludmilla usou seu Instagram para falar sobre os ataques racistas que sofreu nos últimos dias. Segundo a cantora, esta não é a primeira vez que precisa lidar com essa situação.

A nova série de comentários racistas surgiu nas redes sociais da cantora em meio à polêmica envolvendo seu nome de o de Anitta. Após um desabafo que fez sobre Anitta, Ludmilla passou a receber mensagens de internautas que usam palavras como “macaca” ou “neguinha nojenta” para se referir a ela.

“Não vai ser a primeira e, infelizmente, nem a última vez que terei que lidar com comentários racistas e respondê-los. E para quem insiste em me atacar desta forma, só tenho uma coisa a dizer: não vou me esconder. Continuarei falando e denunciando, buscando justiça para os culpados. Tenho plena consciência do lugar que ocupo e do alcance da minha voz. E, justamente por isso, aprendo cada dia mais e não me calarei, seja sobre o racismo que acontece comigo seja sobre aquele que vejo dia a dia com os meus”, escreveu Ludmilla.

“Já ficou bem claro que não basta não ser racista, é preciso ser antirracista. Você ouve nossa música, mas e no dia a dia, onde estão seus amigos pretos? Com quantos pretos você convive? Como você contribui para mudar esse sistema – porque, sim, o racismo é estrutural.”

“Nosso sistema foi construído em cima dele. E não, só postar quando convém não é o que vai mudar de fato nossa sociedade. Se você se cala diante da injustiça, você também está compactuando com ela.”

“Para cada ofensa racista, eu encontro pelo caminho pessoas incríveis e que me inspiram nessa nossa luta. E é por isso que eu continuarei usando a minha voz para denunciar, para cobrar justiça, para seguir adiante e de cabeça erguida. Há muito a ser transformado e estou cada dia mais atenta para aprender, cobrar e agir para que todas essas mudanças aconteçam.”

Ludmilla ainda usou uma arte de Linoca Souza para ilustrar o texto.

Na quarta-feira (17), Anitta falou sobre os ataques racistas, já que boa parte dos comentários destinados à Ludmilla vinham de perfis que fotos ou o nome da cantora para se identificar.

“Criminosos covardes que se dizem meus fãs estão propagando mensagens de racismo e injuria racial nas redes sociais. Já disse e repito – isso é abominável e inadmissível”, escreveu Anitta no Twitter e no Instagram.

“Minha equipe já está apurando tais perfis que até então não foram identificados como membros de nenhum fã clube do nosso registro. Mas não me calarei ou me acomodarei frente a esses absurdos que tenho lido e que estão chegando até mim. Quem fez isso vai pagar pelo que fez. E quem pensar em fazer, saiba que a justiça vai atrás de você também.”

A cantora ainda afirmou que já acionou advogados e especialistas em crimes de internet para cuidar do caso. “Racismo não. Racismo é crime”, escreveu Anitta.

FONTE : G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *