Maquinho perde para o Timon-MA e complica sua classificação à próxima fase

A equipe Sub-20 do MAC (Marília Atlético Clube) perdeu por 1 a 0 para o Timon-MA, ontem (6), no Abreuzão e complicou a sua classificação à próxima fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Com o mesmo número de pontos dos maranhenses (3) no Grupo 2 da Copinha, o time do técnico Tupãzinho leva a melhor no saldo de gols (o MAC tem saldo 0 e o Timon-MA saldo -2), mas na última rodada da 1ª fase o Maquinho terá pela frente o poderoso Santos Futebol Clube, que nesta segunda-feira goleou o Olímpico-SE por 7 a 0 e manteve a liderança da chave, chegando a seis pontos e saldo positivo de 10 gols.

O Alviceleste não depende apenas de si e ainda que vença o Peixe precisará torcer para o Timon-MA terminar com saldo de gols menor que o seu para avançar no certame.

O jogo

Mais uma vez o Maquinho fez uma boa primeira etapa, assim como havia acontecido na estreia diante do Olímpico-SE – vitória por 3 a 2, na última sexta-feira (3).

Porém, o Alviceleste não aproveitou as oportunidades que teve e aos 39 minutos prevaleceu a velha máxima popular: “quem não faz, toma”. Em bobeada da zaga maqueana, de bicicleta, o volante Dico encobriu o goleiro Giancarlo – que substituiu Caio na meta maqueana, por opção da comissão técnica – e fez o gol do Timon-MA.

O goleiro Alan, do time maranhense, foi o melhor em campo. Ele fez defesas difíceis e impediu por diversas vezes o empate do Marília, que pressionou bastante até o final do jogo, mas sem tanta qualidade técnica.

O meia do Maquinho, Diego, passou mal durante o jogo, devido ao forte calor e as ambulâncias chegaram a ser acionadas no estádio para levá-lo ao hospital. Após alguns minutos de atendimento no gramado, o jogador se recuperou e foi liberado pelo Departamento Médico para voltar ao jogo.

E foram exatamente de Diego os lances mais lúcidos do Marília, seja através de passes ou de chutes ao gol que levaram perigo à meta de Alan.

O técnico Tupãzinho ainda fez quatro alterações na segunda etapa e foi para o abafa, mas o Tigre não conseguiu o gol de empate.

Ao final da partida, houve confusão entre jogadores do Marília e do Timon-MA e alguns atletas acabaram se agredindo na entrada do vestiário dos visitantes no Abreuzão.

Próximos jogos

O Maquinho volta a jogar na quinta-feira (9), às 17h, contra o Santos e o Timon-MA encara o Olímpico-SE, que perdeu os dois jogos que disputou, às 14h45 do mesmo dia.

Torcida para fora do estádio

A torcida do Marília ficou para fora do Abreuzão, na tarde desta segunda-feira, mesmo com a partida iniciada. Isso aconteceu porque a FPF (Federação Paulista de Futebol) cobrava da Prefeitura o laudo de vistoria do Corpo de Bombeiros em parte do estádio, impedindo o acesso ao estádio até que o documento fosse providenciado.

Aos poucos, foi sendo liberada a entrada das pessoas no estádio Bento de Abreu. Primeiro nas cadeiras cativas, depois nas arquibancadas cobertas laterais e por fim, no novo tobogã (da rua 21 de abril) e na arquibancada geral (vale do sol). Somente o tobogã mais antigo é que não pôde ter acesso de torcedores.

Mesmo com os problemas para liberar a entrada de torcedores, mais de cinco mil pessoas compareceram ao jogo entre Marília e Timon-MA.

Santos classificado

Na sequência, os Meninos da Vila confirmaram o favoritismo e derrotaram o Olímpico-SE, por 7 a 0, obtendo a classificação antecipada à próxima fase. Marcaram os gols alvinegros: Alanzinho (2), Derick (2), Ivonei, Marcos Leonardo e Donizete. Caso confirme a 1ª colocação do Grupo 2 da Copa São Paulo, o Peixe vai enfrentar o 2º colocado do Grupo 1, que tem Ponte Preta, Londrina, São José e Osvaldo Cruz.

Ficha Técnica

Marília 0 x 1 Timon-MA

Local: Estádio Bento de Abreu Sampaio Vidal

Data: 06-01-20

Horário: 17h

Árbitro: Rogério Gustavo Garcia, auxiliado por Vinícius Santana da Silva e Rodrigo Crossari

Gol: Dico aos 39 minutos do 1º tempo

Cartões amarelos: Gustavo Victor e Matheus Coruja (Marília); João Victor e Halyson (Timon)

Marília – Giancarlo; Dagoberto (Gabriel Coelho), Alexandre, Alisson (Matheus Leite) e Felipe Mello; Danilo, Gustavo Victor (Thalison) e Diego; Liniquer, Gustavo Nescau (Marcos Esdras) e Matheus Coruja. Técnico: Tupãzinho

Timon-MA – Alan; João Victor, Thiago Ramon (Rhandson), Joabe e Carlos Gabriel; Dico, Paulo Victor, Natan (Fábio) e Luís Gustavo; Johnny e Halyson (Raílson). Técnico: Jairo Nascimento

FONTE : JORNAL DA MANHÃ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *